12 de junho de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

São Paulo não vai participar de pesquisa de vacina russa, afirma Doria

Governo de SP
Doria afirma que Instituto Butantan está “totalmente focado” em vacina chinesa

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o estado não participará das pesquisas da nova vacina russa, nomeada Sputnik V, que ganhou hoje certificação pelo Ministério da Saúde do país . O motivo, segundo ele, seria o “total empenho” na CoronaVac, da chinesa Sinovac Biotech.

Leia também
“Vacina russa precisa passar por uma avaliação rigorosa”, afirma OMS
Com cautela sobre vacina, Saúde terá reunião com governo russo
4 dúvidas sobre a vacina russa contra Covid-19

O governo do estado de São Paulo disse que não deve participar da pesquisa ou da produção de uma vacina produzida pela Rússia , a primeira a ter um certificado de registro, anunciado nesta terça-feira (11).
“O Instituto Butantan foi procurado pelo governo russo para participar da produção de uma vacina contra o coronavírus desenvolvida no país. Contudo, o instituto já está totalmente empenhado na pesquisa da CoronaVac , da farmacêutica Sinovac Biotech”, afirmou em nota o governador
“Por isso, não faria sentido participar de uma outra pesquisa com o mesmo objetivo e dividir seus esforços”, acrescentou.
A CoronaVac está na fase de teste clínico (ou seja, aplicação em humanos) em voluntários. Nove mil profissionais de saúde receberão as doses.
Vacina russa
Nesta terça-feira (11), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que o Ministério da Saúde deu certificação à vacina Sputnik V, que foi desenvolvida pelo Instituto Galameia de Moscou.
Os testes clínicos foram realizados em menos de dois meses, o que levantou suspeitas sobre a real eficácia da vacina . O laboratório também não apresentou os resultados laboratoriais da vacina.
Segundo Putin, a população poderá começar a ser vacinada no próximo mês.
Apesar de não ter procurado a Anvisa , o estado do Paraná sinalizou que pode fechar acordo com o país para a produção da vacina Sputnik V no Brasil. A notícia foi dada por Jorge Callado, presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

Fonte: IG SAÚDE

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post São Paulo não vai participar de pesquisa de vacina russa, afirma Doria apareceu primeiro em O Atual.