1 de março de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Noivas chegam a gastar R$ 150 mil em festa e têm casamento adiado pela pandemia

A ansiedade  das noivas de subirem ao altar e planejarem todos os detalhes dos seus casamentos, neste ano, foram trocadas por frustrações e incertezas por causa da pandemia do novo coronavírus . De acordo com um levantamento do site de casamentos “Icasei”, pelo menos 61% das cerimônias que deveriam ter sido feitas no primeiro semestre foram adiadas no Brasil. Esse é o caso da médica Izaura Gomes Correia, 30, que já deveria estar comemorando três meses de matrimônio.

Arquivo pessoal
Izaura Gomes Correia e Edvam Charles

“Para mim, foi muito difícil. Desde pequena, sempre foi meu sonho entrar na igreja com o meu pai. Foi muito difícil planejar tudo, ver as lembrancinhas e os convites chegando — do jeito que eu imaginei — e depois ver tudo isso sendo adiado por algo que a gente não tem controle. Como sou uma pessoa que gosta muito de planejar, foi decepcionante.”

Leia também
Casamento adiado pela Covid-19: “O que planejamos por 2 anos, mudou em 15 dias”
Em vez de presentes de casamento, noivos pedem doação de sangue durante pandemia
Casal faz casamento por chamada de vídeo para 300 convidados

Arquivo pessoal
Lembrancinhas dos padrinhos

Com o casamento marcado para o dia 2 de maio, Izaura conta ao Delas que não imaginava que teria que adiar por tanto tempo o casamento com Edvam Charles, de 34 anos. “Como a gente já estava namorando há dois anos, os dois já estavam trabalhando e queríamos muito construir uma família, não tinha nada que nos impedisse de casar.”
“Eu sou médica e já sabia dos casos que estavam acontecendo em São Paulo e no Rio, então, bem lá no fundo, eu sabia que teria que adiar. Mas, como noiva, eu não queria nem pensar nessa possibilidade”, conta a profissional, que trabalha na linha de frente contra a doença em Inajá (PE).
Apesar de estar disposta a antecipar a cerimônia no civil, Izaura está decepcionada com fato de ter de postergar outro sonho: a maternidade. “Quero muito ser mãe. As pessoas dizem para a gente se casar logo no civil, engravidar e depois fazer o casamento religioso, mas eu não me vejo de vestido de noiva e barrigão. Não foi isso o que eu planejei”, relata.

Arquivo pessoal
Izaura e Edvam se planejavam para a festa no dia 2 de maio deste ano

O casamento dos sonhos da médica, para 500 convidados, custou em torno de R$ 150 mil e precisou ser remarcado para o dia primeiro de maio de 2021. “No ano passado, eu e Edvam fomos, como padrinhos e convidados,a uns dez casamentos. Vi algumas amigas minhas de faculdade se casando e a gente visualizava tudo o que poderia ter quando chegasse o nosso. Eu estava com muita expectativa”, diz. “Eu chorei horrores quando vi que tudo isso não iria acontecer”.
Sem casamento, relacionamento à distância continua

Arquivo pessoal
Sara Bernouli e Abner Braz

Quem está passando pela mesma frustração é a influenciadora digital Sara Bernouli, 23. O casamento com Abner José Braz, 25, estava marcado para o dia 2 de maio, planejado e quase todo pago. “Estamos noivos desde maio do ano passado e tínhamos nos planejado para casar em maio. Foi um ano e dois meses de muita organização.”

Arquivo pessoal
Convite de casamento da Sara e do Abner

Ela conta que, quando a pandemia começou a se atingir o Brasil, não imaginava que teria que prorrogar a realização do sonho por tanto tempo. “Achei que não ia ser preciso adiar de maneira nenhuma. Até que o cartório me ligou cancelando e disseram que me retornariam quando tivessem uma previsão de retorno. Até hoje, não me ligaram”, diz.
Como casar com festa e tudo sempre foi o sonho de Sara, fazer algo menor e para menos convidados estava fora de questão para ela. “Algumas pessoas falaram para a gente fazer a festa para menos pessoas, seguindo todas as normas de restrições, mas, além de não ser seguro, a festa era o meu grande sonho. Eu preferi adiar porque não quero colocar as pessoas em risco e quero que cada um dos meus 500 convidados possam ir à festa”, conta ela, que calcula ter investido entre R$ 70 mil e R$ 80 mil no casamento.
Sara e Abner mantêm um relacionamento à distância: ela em Belo Horizonte, Minas Gerais, e ele em Santa Bárbara, Paraná, e estavam ansiosos para colocar um ponto final nisso. “O que me deixou mais chateada de tudo isso é que, como meu relacionamento é a distância — e meu noivo mora a 1.000 km de distância de mim –, é difícil ter que esperar mais um ano para tudo acontecer.” O casamento deles foi remarcado para o dia 3 de abril de 2021.

Arquivo pessoal
Aliança Sara e Abner

“Eu sei que muitas noivas estão muito ansiosas e desesperadas nesse momento. Mas, apesar de tudo isso ser muito difícil, a gente vai se lembrar que conseguiu superar isso juntos”, completa a influenciadora.
As duas noivas estavam com tudo pronto, mas contam que não tiveram nenhum prejuízo com os fornecedores para negociar a nova data.

Fonte: IG Mulher

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Noivas chegam a gastar R$ 150 mil em festa e têm casamento adiado pela pandemia apareceu primeiro em O Atual.