8 de março de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Curados da Covid-19 sem internação podem ter “nova doença” pulmonar

Foto: Bernardo Portella / Divulgação
Produção de vacinas em Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz que fabricará o imunizante contra a Covid-19

Após meses de combate à pandemia de Covid-19 , o Brasil começa a ter um número maior de pessoas recuperadas. Porém, segundo especialistas, o novo coronavírus (Sars-coV-2) pode provocar uma fibrose pulmonar “atípica”, que pode aparecer também em pessoas que nem foram hospitalizadas.

Leia também
“Curados” da Covid-19 que voltam a testar positivo já são 91, na Coreia do Sul
Confira relatos de dez pessoas que estão curadas da Covid-19
Infectados curados podem não ser imunes à Covid-19, diz OMS

“Essa fibrose pode aparecer meses após a infecção e se associa a uma patologia que altera os vasos sanguíneos em torno dos alvéolos, modificando a função cardíaca. Esta é uma grande preocupação dos pneumologistas franceses”, diz o especialista francês Nicolas Girard, do Instituto do Tórax do hospital parisiense Montsouris.
O medo da comunidade científica é que essa “nova doença” demore para ser diagnosticada nos pacientes que não foram internados e por isso não passaram por exames mais aprofundados.
“A Covid-19 pode atingir o pulmão de diferentes maneiras”, observa o médico francês. “Na prática, se há sintomas respiratórios persistentes, os pacientes devem consultar o médico e ter o acompanhamento de um pneumologista”, acrescentou ele em entrevista à RFI.
O conselho do médico, em casos de sintomas persistentes, é buscar ajuda especializada. O profissional então constatará, com a ajuda de um pequeno equipamento colocado no dedo, se falta oxigênio no sangue. Também são necessários testes respiratórios para verificar a capacidade pulmonar.
O aparecimento da fibrose pulmonar , diz o pneumologista, pode ocorrer após vários meses, provocando a presença de excesso de tecido fibroso nas paredes pulmonares e uma insuficiência respiratória permanente. A doença é incurável, mas existem medicamentos que desaceleram sua evolução. Essas sequelas são mais comuns nos doentes que foram entubados, mas pacientes que não foram hospitalizados também correm o risco desenvolvê-la. 

Fonte: IG SAÚDE

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Curados da Covid-19 sem internação podem ter “nova doença” pulmonar apareceu primeiro em O Atual.