25 de janeiro de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Novos casos de Covid-19 no verão italiano causam filas para testes

Pixabay
Ministro da Saúde da Itália afirma que quer ajudar nações no combate à pandemia do novo coronavírus

Novos casos de coronavírus no verão italiano assustam o governo do país que já soma 254,2 mil contágios e 35,4 mil mortes. Neste domingo, na Sardanha, a Itália teve que rapidamente organizar testes de diagnóstico rápido para turistas que chegavam da ilha de balsa no porto de Civitavecchia, 70 km ao norte de Roma.

Leia também
‘Estamos exaustos’: o efeito da quarentena mais longa do mundo para a argentina
Por “opções à população”, Doria defende aporte de R$ 1,9 bilhão para a CoronaVac
Bolsonaro diz que jornalistas têm mais chances de morrer de Covid-19

A demanda pelos testes aconteceu às 06h30 locais, quando centenas de passageiros desembarcaram das primeiras balsas. Uma longa fila de veículos se formou, todos eles para passarem por testes rápidos da Covid-19 feitos em duas grandes tendas montadas para atender cada carro individualmente.
No entanto, as cancelas do posto de atendimento estavam fechadas e um anúncio informava que “o drive-in fecha aos domingos”. A situação deixou os turistas surpresos e consternados. “Estamos na Itália, o coronavírus descansa no domingo”, brincou Francesco Nevolo, 41 anos, em sua scooter.
A fila de veículos aumentou até bloquear uma rotatória próxima. Um policial se aproximou da aglomeração e afirmou que o drive-in não abria aos domingos, pedindo para que as pessoas “circulassem”. Muitos desistiram e voltaram para a estrada, enquanto outros resolveram esperar até às 9h, horário habitual dos postos de saúde locais.
“Um óbvio despreparo”
Nos carros, turistas reclamavam de ter que aguardar. Francesco Mazza, 43 anos, tentava se manter calmo do retorno de San Teodoro com a mulher e as duas filhas, cansadas após horas de viagem. “Estamos enfrentando uma situação de crise e temos um óbvio despreparo”, lamentou Stanislau Binacchi, 28, outro na fila de espera.
“É uma piada, eles não fazem nada para melhorar a situação. Em casa está minha avó, que tem 95 anos, não posso correr riscos”, explica Jacopo, 24 anos.
Às 8h30 tudo mudou: Acompanhada de membros da Proteção Civil e da Cruz Vermelha italiana, chegou uma enfermeira para fazer a aplicação dos testes. Foram distribuídos formulários para os viajantes e cada veículo foi atendido individualmente. O resultado da testagem sai no prazo máximo de 48 horas.

Fonte: IG SAÚDE

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Novos casos de Covid-19 no verão italiano causam filas para testes apareceu primeiro em O Atual.