17 de setembro de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Especialistas explicam mitos e verdades sobre o sexo oral

Apesar de ser uma das práticas sexuais mais comuns e prazerosas, o sexo oral ainda pode ser um tabu para muitas mulheres . Seja por preconceito, pudores ou medo, muitas deixam de aproveitar as alegrias que essa prática pode oferecer. 

Pexels
Muitos utilizam as mãos e a boca, mas a melhor dica é seguir o que a mulher preferir, deixá-la guiar.

Recentemente, após a rapper Cardi B viralizar com um vídeo com dicas para a mulher ter uma  melhor experiência quando o seu parceiro ou parceira fazer o sexo oral nela, muitos questionamentos sobre o tema começaram a surgir. Para tirar dúvidas conversamos com duas especialistas para quebrar esses mitos e tabus e você fazer sexo oral com seu parceiro ou parceira sem problemas para a saúde vaginal.

Ver essa foto no Instagram

WAP 101…Only giving you this advise cause I love you.
Uma publicação compartilhada por Cardi B (@iamcardib) em 15 de Ago, 2020 às 5:37 PDT

 Utilizar algum tipo de bala pode ser prejudicial?
Segundo a fisioterapeuta pélvica e sexóloga do portal vaginismo, Débora Pádua, apesar de não ser feita com o intuito de ter contato com a vagina, as balas pode até ser utilizadas. “Como a vagina é uma região fisicamente parecida com a boca, algumas pessoas podem se aventurar e utilizar a bala, sem sentir nada. Mas algumas podem sentir ardência, desconforto e até alterar o pH vaginal, produzindo secreção ou tendo alergias”, afirma Débora.
A sexóloga indica procurar produtos especializados em sex shops, que são testados para a região, sendo mais confiáveis que a própria bala. “A técnica de utilizar a bala é antiga, por isso ainda há pessoas que utilizam”, aponta Débora.
O que o parceiro pode fazer de errado?
A ginecologista obstetra e colaboradora da Plataforma Sexo sem Dúvida, Giórgia Lauriano Pasquali, explica que a região do clitóris é muito sensível. Assim, se o sexo oral for feito com muita força, ou sem muita lubrificação, pode acabar machucando e causar desconforto durante o ato. 
A sexóloga completa dizendo que a lubrificação durante a prática é essencial, pois se a vagina estiver seca podem ocorrer cortes e machucar a região. “Outra coisa é estimular rapidamente, isso pode causar grande atrito fazendo com que machuque, ou até com a boca no sexo oral, se ele não for bem feito, talvez pode encostar o dente, pode machucar, se você fizer a sucção com força pode machucar. Tem sempre que ter cuidado. Se a parceira gostar de estímulos fortes, o ideal é orientar o parceiro para que isso aconteça”, aconselha. 
Se a pessoa comer antes alguma comida pesada, pode modificar o pH da vagina? 
Débora aponta que comidas pesadas não produzem alterações. O que pode modificar é a saliva, que é ácida. Se você consumiu alimentos ácidos como o limão ou outros alimentos semelhantes, isso sim pode afetar o pH vaginal. “A comida pesada pode apenas interferir na vontade do ato em si, visto que pode tornar a digestão mais lenta e causar sono”, afirma Giórgia.

Leia também
4 segredos para fazer um bom sexo oral nele
5 posições sexuais para quem quer aproveitar o melhor do sexo oral

Giórgia acrescenta que a higiene bucal é necessária, mas não antes do sexo oral. A escovação, em alguns casos, pode causar sangramentos e até machucados na gengiva, que podem aumentar o risco de contrair uma doença sexualmente transmissível. “Manter uma boa saúde bucal é muito importante, claro, mas na hora H não é uma boa hora para começar a fazê-lo”, esclarece a ginecologista em entrevista ao Delas. 

Fonte: IG Mulher

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Especialistas explicam mitos e verdades sobre o sexo oral apareceu primeiro em O Atual.