8 de maio de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Espaço atende de forma acolhedora vítimas de violência doméstica e familiar

.

Assessoria | Polícia Civil-MT  

A Polícia Civil do município de Barra do Bugres (167 km a médio norte de Cuiabá) criou um espaço, a “Sala da Mulher”, para o atendimento a mulheres e crianças vítimas de crimes sexuais e de violência doméstica e famiiar.
A implantação da “Sala da Mulher” foi iniciativa proposta pela investigadora Adriana Pinheiro dos Santos, e surgiu após a policial e então estudante do curso de Direito, perceber a necessidade de um ter um ambiente humanizado para receber e acolher as vítimas.
O novo espaço da Delegacia de Barra do Bugres entrou em funcionamento em maio deste ano e nele são realizados atendimentos de forma diferenciada e em conformidade com as políticas públicas estabelecidas na Lei Maria da Penha.
O local foi pintado, customizado e mobiliado para recepcionar as vítimas de maneira confortável e que elas se sintam à vontade em relatar os seus problemas. Para as crianças foi montado um pequeno espaço com brinquedos.
Na Sala da Mulher é realizado o primeiro atendimento. São registrados boletins de ocorrências de violência doméstica, tomados depoimentos, oitivas, medidas protetivas, entre outras providências imediatas. Depois, os autos são encaminhados para o cartório da delegacia, para instauração dos procedimentos policiais.
Conforme a idealizadora do projeto, lotada na Delegacia de Barra do Bugres há oito anos, com o passar do tempo ela foi presenciando, rotineiramente, a situação de mulheres e crianças, vítimas que ao chegar na unidade não tinham um local adequado para um atendimento diferenciado.
Ao iniciar o projeto de conclusão do curso de Ciências Jurídicas, a investigadora trabalhou o tema, “Violência doméstica: a aplicabilidade das políticas públicas da Lei Maria da Penha”, que sugeriu então a criação do espaço específico dentro da unidade policial. 
“A ideia é fazer os atendimentos de forma humanizada e acolhedora, preferencialmente por policiais femininas capacitadas e comprometidas em atender, ouvi-las e orientá-las sobre os seus direitos de proteção previstos na legislação. Além de encaminhá-las aos órgãos de assistência social”, destacou Adriana Pinheiro.
Logo que tomou conhecimento do projeto da investigadora de polícia, o delegado Renato Resende do Nascimento apoiou a iniciativa e por meio de Portaria determinou que toda vítima e agressor fossem encaminhados ao atendimento especializado no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).
“A Polícia Civil de Barra do Bugres vem nesse espaço acolhedor e humanizado, desenvolvendo um excelente trabalho com as vítimas. A delegacia conta com uma equipe de servidores dedicada e comprometida nesse atendimento especializado”, disse o delegado. 
 

Fonte: PJC MT

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Espaço atende de forma acolhedora vítimas de violência doméstica e familiar apareceu primeiro em O Atual.