16 de outubro de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Projeto de lei cria programa estadual de prevenção à depressão e ao suicídio na rede estadual de ensino

.

Saber reconhecer os sinais de alerta ao suicídio em alguém próximo pode ser o primeiro e mais importante passo, já que a OMS afirma que 90% dos casos poderiam ser evitados
Foto: ROSE DOMINGUES

O deputado e médico Dr. Gimenez é autor do projeto de lei que segue para sanção do governo estadual
Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, e a sétima entre crianças de 10 a 14 anos, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Com o intuito minimizar esse quadro, estiá em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Projeto de Lei 940/2019, que cria o programa estadual de prevenção e combate à depressão e ao suicídio na rede estadual de ensino.
Conforme o deputado estadual e médico, Dr. Gimenez (PV), o objetivo principal é estabelecer cooperação técnica entre os governos federal, estadual e municipal com mecanismos de capacitação de professores e profissionais da rede de ensino para atuarem como agentes preventivos. 
“Em nosso estado, os casos de suicídio tiveram aumento de 10%, em 2019, com maior incidência de jovens entre as vítimas. As redes sociais vêm influenciando muito nesse agravamento, por isso precisamos atuar conjuntamente escola, família, amigos e sociedade, para prevenir mais mortes nesta faixa etária”. 
O projeto foi aprovado na sessão plenária desta quarta-feira (02) e segue para sanção do governo estadual, com a orientação para a criação de um protocolo de atendimento que inclua acompanhamento psicológico, canais de atendimento adequado nos ambientes escolares, monitoramento dos casos, interdisciplinaridade entre os profissionais envolvidos e campanha educativa permanente sobre o programa. 
Neste mês de setembro, a campanha Setembro Amarelo visa conscientizar sobre os riscos da depressão que é uma das principais causas de suicídio. O Brasil é o 8° país com maior número de vítimas, sobretudo entre os jovens. Em Mato Grosso, o número de suicídios aumentou 44% no período de 2015 a 2018, saindo de um total de 150 para 216, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). 
“Como médico, busco com essa propositura de lei promover maior capacitação do professor e dos demais profissionais da educação que estão presentes cotidianamente na vida dos estudantes, para que estejam sensíveis ao problema, saibam como agir, porque nem sempre sabemos o que fazer”, acrescenta o deputado. 
Suicídio – O suicídio afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero. Segundo especialistas, é um problema social complexo e sem uma única causa, podendo estar ligado ao alcoolismo, à violência sexual, à internet, e muitas outras conjunturas. Por isso, saber reconhecer os sinais de alerta em alguém próximo pode ser o primeiro e mais importante passo, já que a OMS afirma que 90% dos casos poderiam ser evitados. 
Ajuda – O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção ao suicídio, com atendimento gratuito 24 horas: 188 (telefone)/www.cvv.org.br/.   

Fonte: ALMT

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Projeto de lei cria programa estadual de prevenção à depressão e ao suicídio na rede estadual de ensino apareceu primeiro em O Atual.