21 de outubro de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Covid-19: vacina russa induz anticorpos e é segura, afirma estudo preliminar

Divulgação
Testes comprovaram eficácia da vacina, mas análise em larga escala ainda é necessária

Nesta sexta-feira (4), a revista científica The Lancet publicou novos resultados dos testes realizados com a Sputnik V , candidata a vacina contra a Covid-19 produzida pela Rússia. O estudo mostrou que o imunizante foi capaz de produzir resposta imunológico em todos os voluntários e não teve efeitos adversos.

Leia também
Vacina da Covid-19: o “jogo sujo” e os atalhos na corrida para criar fórmula
Modelo Russo: Países querem acelerar o registro de vacinas do novo coronavírus

“Os dois testes de 42 dias, que contaram com a participação de 38 adultos saudáveis em cada um, não encontraram nenhum efeito adverso grave e confirmaram que a candidata a vacina gerou reposta de anticorpos. Testes mais amplos e de longo prazo, incluindo uma comparação com placebo, são necessários para estabelecer a segurança na prevenção da infecção pela Covid-19 “, aponta a conclusão do estudo na The Lancet, divulgado pela agência Reuters.
Ainda de acordo com a publicação, os resultados dos testes , que foram conduzidos entre os meses de junho e julho com 76 participantes, apontaram para uma eficácia de 100% da vacina na produção de anticorpos contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2).
Vale lembrar que a Sputnik V foi a primeira candidata a vacina contra a Covid-19 registrada em todo o planeta, o que fez a comunidade internacional criticar a decisão acelerada da Rússia.

Fonte: IG SAÚDE

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Covid-19: vacina russa induz anticorpos e é segura, afirma estudo preliminar apareceu primeiro em O Atual.