28 de fevereiro de 2021

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Atriz de “Malhação” relata violência obstétrica: “Pari gritando não”

A atriz Carolinie Figueiredo, conhecida por ter interpretado Domingas em “Malhação”, participou de uma das lives sobre maternidade que Nathalia Dill está fazendo no Instagram, assim como Sophie Carlotte fez recentemente . A atriz, que está longe da TV desde “Sangue Bom”, contou que foi vítima de uma violência obstétrica.

Reprodução/Instagram
Carolinie Figueiredo diz ter sofrido violência obstétrica

Carolinie é mãe de duas crianças e relatou o episódio sofrido durante o parto de sua filha mais velha, Bruna Luz, hoje com 8 anos de idade. “Bruna nasceu num hospital, mas nasceu de uma violência obstétrica. Dois anos depois, eu descobri que sofri violência obstétrica. Eu pari gritando ‘não, não, não!’ e um enfermeiro empurrando a Bruna para nascer, sabe?”, contou a artista. 

Leia também
Ministério da Saúde proíbe termo violência obstétrica por ter “viés socialista”
Resolução retira autonomia da mulher no parto e dá margem à violência obstétrica
Reese Witherspoon relembra maternidade aos 22: “Estava apavorada”

Ela também falou sobre a experiência que teve com a maternidade. Carolinie disse que suas gravidezes não foram planejada e, como era muito jovem, isso acabou prejudicando a carreira na televisão. e acabou interrompendo “um sonho de infância”. “Tive filho sem ter me planejado conscientemente, sem trabalhar minha criança interior. Vejo que a maternidade nos é vendida como a realização da mulher, a completude, só que quando chega ali, na realidade, é um susto”, refletiu.

Fonte: IG Mulher

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Atriz de “Malhação” relata violência obstétrica: “Pari gritando não” apareceu primeiro em O Atual.