19 de janeiro de 2022

ConexãoMT

As notícias se encontram aqui!

Produtores tem acesso a melhoramento genético para incrementar rebanho leiteiro

.

Produtores de leite do município de Porto Alegre do Norte (1.125 km a Nordeste de Cuiabá) receberam 400 doses de sêmen bovino das raças Holandês, Girolando e Jersey para realizar inseminação artificial. Com uma produção média de 5 litros de leite/dia por animal, a meta é chegar a uma produção acima de 12 litros leite/dia. Para garantir acesso à tecnologia o Governo de Mato Grosso adquiriu sêmen dos melhores touros e está disponibilizando o material genético para os produtores.
Essa é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), por meio do Programa Mato Grosso Produtivo-Leite e tem como objetivo o melhoramento genético do rebanho bovino. A estratégia é estimular a substituição gradativa dos animais, em sua maioria, de baixo potencial genético e pouca produtividade, por matrizes de alto desempenho produtivo. O técnico agropecuário da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Kassumo Ferreira Araújo Alves, fala que os sêmens serão distribuídos para 15 produtores selecionados e cadastrados no Programa.
De acordo com Kassuno, o município apresenta potencialidade para expandir a produção de leite devido às condições favoráveis de clima, solo, disponibilidade de água, topografia, laticínios e frigoríficos que absorvem toda produção. O Programa tem acompanhamento técnico da Empaer e da Secretaria Municipal de Agricultura, que atuam na orientação sobre o manejo sanitário, nutricional e zootécnico do rebanho, seleção das matrizes, entre outras ações desenvolvidas na propriedade. “Estamos visitando os produtores e realizando o diagnóstico do plantel e da propriedade para seleção e cadastro”, esclarece.

Aquisição de sêmen de bovinos para aumentar a produção de leite
Na Fazenda Lagoa Azul, o produtor rural Leandro Alves Freitas, possui um plantel de 47 cabeças de gado, entre vacas e novilhas, com uma produção diária de 500 litros de leite. Ele tem experiência em inseminação artificial e recebeu sêmen das três raças (Holandês, Jersey e Girolando). Tem uma produção média de 12 litros de leite/vacas/dia. A sua intenção é aumentar o rebanho e chegar a uma produção de mil litros de leite por dia.
No Assentamento Rural Margarida União, o produtor Cássio Borges, adquiriu sêmen das raças Girolando e Holandesa. Atualmente possui bovino sem raça definida. Tinha parado com a atividade leiteira e vai realizar a inseminação artificial para garantir um plantel mais produtivo e rentável.
Segundo Alves, o programa veio para incentivar e alavancar a pecuária de leite no município que possui baixos índices de produtividade. E esclarece que com o melhoramento genético, recuperação de pastagens degradadas e suporte a produção para as famílias rurais, a tendência é melhorar a qualidade de vida dos produtores gerando lucro e renda com a produção de leite.
Aquisição de sêmen
As prefeituras interessadas em participar da segunda etapa do programa de distribuição de sêmen, prevista para 2021, deverão encaminhar à SEAF o projeto técnico de melhoramento genético com a relação dos produtores da agricultura familiar a serem beneficiados. As prefeituras também terão que comprovar capacidade técnica para a execução do projeto.
(Colaboração Naiara Martins, Seaf)

Fonte: GOV MT

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}

#infocoweb_corpo div {
margin-bottom: 10px;
text-align: justify;
}O post Produtores tem acesso a melhoramento genético para incrementar rebanho leiteiro apareceu primeiro em O Atual.