ECONOMIA

Entenda as novidades na declaração do Imposto de Renda

Publicado em

Entenda as novidades na declaração do Imposto de Renda

A partir das 8h de hoje (7), o contribuinte poderá acertas as contas com o Leão. Começa o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2022. Segundo a Receita Federal, a expectativa é que sejam recebidas 34,1 milhões de declarações neste ano, número próximo ao registrado em 2021, quando o Fisco recebeu 34.168.569 documentos.

Neste ano, a declaração terá prazo mais curto, de 7 de março a 29 de abril. Por causa da operação padrão dos auditores fiscais da Receita Federal, o programa gerador da declaração não pôde ser baixado no fim de fevereiro, como tradicionalmente ocorre. A declaração, no entanto, terá novidades tecnológicas.

A principal inovação será o recebimento da restituição (ou o pagamento do imposto) por meio de Pix. O sistema instantâneo de pagamentos do Banco Central já estava disponível para outras obrigações tributárias, como pagamento de impostos por pessoas jurídicas e por micro e pequenas empresas do Simples Nacional. O recurso agora chega às pessoas físicas.

Outra mudança importante é a ampliação do acesso à declaração pré-preenchida, na qual o contribuinte recebe um formulário preenchido e apenas confirma os dados antes de os enviar ao Fisco. Confira as principais novidades da declaração deste ano:

Pela primeira vez, será possível receber a restituição do imposto de renda por Pix. Segundo a Receita, a ferramenta agilizará o pagamento das restituições nos casos em que houve mudança de conta bancária após a entrega da declaração. Isso porque o correntista pode transferir a chave Pix para conta diferente.

A medida, informou o Fisco, reduzirá o reagendamento de depósitos porque a conta informada na declaração mudou. A Receita, no entanto, adverte que a novidade só estará disponível para quem tem chave Pix associada ao número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Neste ano, ainda não será possível informar chaves Pix aleatórias, endereços de e-mail ou números de telefone na declaração do Imposto de Renda.

Leia Também:  Petrobras reduz preço da gasolina e do diesel a partir desta quarta

O Fisco esclarece que a fila de pagamento das restituições não mudou. A ordem continuará a seguir as prioridades definidas em lei.

Além do recebimento de restituições, será possível usar o Pix para pagar o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) emitido pelo programa ou pelo aplicativo do Imposto de Renda, nos casos em que houver imposto a pagar. A guia será emitida com o Código QR (versão avançada do código de barras), facilitando o pagamento.

Até o ano passado, a declaração pré-preenchida só estava disponível a quem tem certificação digital (espécie de assinatura eletrônica vendida no mercado). A partir de 2022, o recurso foi ampliado a quem tem conta nível prata ou ouro no Portal Gov.br. Recentemente, o centro virtual de atendimento da Receita Federal (e-CAC) elevou o nível de segurança para acessar o e-CAC por meio do login Gov.br.

Quem acessa o portal único com certificado digital tem a conta migrada para o nível ouro. Essa categoria tem maior segurança de dados e garante acesso irrestrito aos serviços públicos digitais.

A declaração pré-preenchida estará disponível a partir de 15 de março. Nesse tipo de declaração, o contribuinte recebe, no portal e-CAC, informações relativas a rendimentos, deduções, bens e direitos e dívidas e ônus reais obtidas por declarações repassadas por empresas, planos de saúde, instituições financeiras e companhias imobiliárias à Receita, cabendo apenas confirmar os dados ou alterar, incluir ou excluir informações necessárias.

Leia Também:  BC faz última reunião do ano para definir Selic; veja o que esperar

Apesar de dispensar a digitação dos dados, a declaração pré-preenchida exige que o contribuinte confira se as informações estão corretas, comparando com os informes de rendimentos e recibos recolhidos.

A Receita esclareceu que a realização de testes de covid-19 poderá ser deduzida da declaração como despesa médica. A possibilidade, no entanto, só vale para os exames realizados em laboratório, com comprovação de pagamento. Testes comprados em farmácia não poderão ser deduzidos, nem se o contribuinte tiver a nota fiscal.

Na ficha “Pagamentos efetuados”, o contribuinte deverá digitar o código “21” (para laboratórios) e “10” (para exames com médicos), inserir o preço e o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), no caso de teste em laboratório, ou o CPF do médico, para exame com profissional particular, que consta no recibo.

Quem recebeu auxílio emergencial e conseguiu emprego no ano passado dificilmente terá de devolver o benefício. O contribuinte só precisará preencher a declaração e pagar imposto caso a soma dos rendimentos tributáveis tenha ultrapassado R$ 28.559,70 em 2021 (R$ 2.196,90 por mês, incluindo o décimo terceiro), um dos requisitos de obrigatoriedade do envio do documento.

Segundo a Receita Federal, a mudança ocorreu por falta de previsão legal para a declaração deste ano. Em 2021, beneficiários do auxílio emergencial de 2020 que conseguiram emprego (ou outra fonte de renda) e tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76 eram obrigados a entregar a declaração do Imposto de Renda e preencher uma Darf para devolver o valor recebido da União. A exigência constava da lei que criou o benefício em 2020.

Confira outras informações sobre prazo, obrigatoriedade, deduções e multas na declaração deste ano:


COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

ECONOMIA

4 aplicativos para organizar as finanças

Published

on

4 aplicativos para organizar as finanças
Agnes Faria

4 aplicativos para organizar as finanças

Cada vez mais, a tecnologia toma conta da rotina de diversas pessoas. Com aplicativos para controle financeiro, por exemplo, é possível organizar rendimentos mensais, gastos e despesas de diferentes formas e tudo pelo celular. Por isso, Railson Soares, analista de TI e professor de robótica, explica como funcionam as principais ferramentas. Assim, você pode escolher aquela que mais atende às suas necessidades.

1. Guiabolso

Oferece soluções de gestões financeiras . Com ele, é possível controlar empréstimos, gastos com cartões, investimentos, contas digitais e seguros.

2. Mobills

Com esse aplicativo, os usuários podem inserir suas despesas e receitas. Controlar cartões de crédito e adicionar contas bancárias são funcionalidades também presentes.

3. Organizze

Nesse aplicativo , as pessoas podem dividir as despesas e as receitas em categorias e subcategorias. Ele, ainda, possui indicadores de metas e conciliações bancárias.

4. Minhas Economias

A organização de contas, receitas e investimentos é uma das funções desse aplicativo. Além disso, ele conta com a divisão de despesas e rendas em categorias e subcategorias.

Leia Também:  Minha Casa, Minha Vida terá R$ 10 bi da PEC da Transição, diz Alckmin

Benefícios dos aplicativos

Segundo Victor Moraes, especialista em TI, os aplicativos para controle de gastos pessoais são recomendados para todos aqueles que querem organizar o orçamento e, é claro, garantir uma independência financeira a curto prazo.

Para Railson Soares, a principal vantagem dessas ferramentas é o fato de você poder controlar as finanças sem sair do lugar. Ademais, através desse controle, torna-se possível se precaver de futuras dívidas, ao analisar se os gastos saíram ou não do gerenciamento orçamental.

Utilizando as ferramentas

Para utilizar os aplicativos, Victor Moraes explica que, de forma geral, primeiro é feito um cadastro básico com e-mail ou redes sociais. Em seguida, há um questionário para ser respondido, contendo perguntas sobre os objetivos monetários do usuário.

O próximo passo é inserir todos os investimentos , as rendas e as despesas – o que pode ser feito de forma manual ou automatizada, dependendo do aplicativo. Após essas etapas, já é possível utilizar o programa para acompanhar as movimentações financeiras.

Leia Também:  Relator do Orçamento afirma que trabalha com o cenário de PEC aprovada

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA