Esportes

Bilionário russo Roman Abramovich transfere comando do Chelsea

Publicado em

Bilionário russo Roman Abramovich transfere comando do Chelsea

O bilionário russo Roman Abramovich anunciou neste sábado (26) que vai entregar o controle do Chelsea para os curadores da fundação de caridade do clube. A decisão dele ocorre em meio à pressão da opinião pública dos britânicos por sua ligação com o presidente russo Vladimir Putin.


Abramovich toma essa decisão apenas dois dias após o início do ataque do exército russo à Ucrânia, conflito criticado por quase toda a comunidade internacional. “Sempre tomei decisões com os melhores interesses do clube em mente”, justificou o proprietário do Chelsea.

No breve comunicado em que fez o anúncio, porém, o bilionário não citou o conflito. Na quinta-feira (24), o governo britânico já havia comunicado sanções contra empresários russos devido ao conflito na Ucrânia.

Sobre os curadores da fundação do Chelsea, Abramovich disse que “eles estão na melhor posição para cuidar dos interesses do clube, jogadores, funcionários e torcedores”.

O empresário assumiu o controle do clube de Londres em 2003 e, de acordo com a impressão inglesa, ele já investiu mais de 2 bilhões de libras (R$ 13 bilhões) em quase 20 anos.

Leia Também:  Ministro russo diz que teto de preço do gás pode desestabilizar o mercado global de energia

No período, a equipe ganhou duas vezes a Champions League, além de ser a atual campeã do Mundial de Clubes da Fifa, entre outras conquistas importantes.

A fortuna do russo é estimada em 8,4 bilhões de libras (R$ 58 bilhões).
Veja a íntegra do comunicado publicado no site do Chelsea Durante meus quase 20 anos de posse do Chelsea FC, sempre considerei meu papel como guardião do clube, cujo trabalho é garantir que sejamos tão bem-sucedidos quanto podemos ser hoje, bem como construir para o futuro, ao mesmo tempo desempenhando um papel positivo em nossas comunidades. Sempre tomei decisões com o melhor interesse do clube no coração. Continuo comprometido com esses valores. É por isso que hoje estou dando aos curadores da Fundação de caridade do Chelsea a administração e os cuidados do Chelsea FC. Acredito que atualmente eles estão na melhor posição para cuidar dos interesses do Clube, jogadores, funcionários e torcedores.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Esportes

Brasil tem bom início no Mundial de Bocha Paralímpica

Published

on

Começou nesta terça-feira (6) o Campeonato Mundial de bocha paralímpica. E o Brasil teve uma boa participação na principal competição da modalidade do ciclo Paris 2024, que reúne mais de 170 atletas de 40 países e que é realizada no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro.

O destaque da seleção brasileira foi Evelyn Oliveira, que, na classe BC3 (para atletas com deficiências severas e que podem usar o instrumento auxiliar calha e ter auxílio de outra pessoa), superou a sul-africana Elanza Jordaan por 18 a 0.

“Fiquei muito feliz de ter iniciado o Mundial após uma jornada tão longa. Não tem nada mais gratificante do que ter uma estreia como essa, com uma vitória consistente, com tranquilidade nas quatro parciais. Estou feliz com o resultado e espero manter o desempenho no restante do campeonato”, declarou a paulista à assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Os dois medalhistas de bronze nos Jogos de 2020 (Tóquio) José Carlos Chagas e Maciel Santos também estrearam no Mundial com placares elásticos.

Leia Também:  Podcast Em Ponto: F1 apresenta calendário de 2023 com 24 corridas

José Carlos bateu o japonês Takumi Nakamura por 11 a 1 na classe BC1 (para atletas que podem jogar com as mãos ou com os pés e que contam com a opção de um auxiliar). Já o cearense Maciel estreou em sua sétima participação em mundiais vencendo o sul-coreano Minkyu Kwak por 8 a 1 pela classe BC2 (para atletas que não recebem assistência). Ainda pelo masculino, mas pela classe BC3, o mineiro Mateus Carvalho venceu o egípcio Abdelrahman Saad por 9 a 0.

Já no feminino as pernambucanas Andreza Vitória e Evani Calado derrotaram, respectivamente, Yushae Andrade, de Bermudas, por 5 a 2 pela BC1, e a japonesa Keiko Tanaka, por 4 a 2 pela BC3. Pela classe BC4 (para atletas com deficiências severas, mas que não recebem assistência), a paulista Josi Silva bateu a chilena Norma Concha por 8 a 0.

O único empate brasileiro do dia veio com Eliseu dos Santos, que ficou no 2 a 2 com o tailandês Ritthikrai Somsanuk na classe BC4. O paranaense também perdeu de 8 a 1 para o israelense Gershon Haimov por 8 a 1.

Outras derrotas do Brasil nesta terça vieram com a pernambucana Letícia Karoline, de 3 a 2 para a argentina Ailen Flores na classe BC1, e com o paulista Antônio Leme, de 7 a 1 para o atleta de Hong Kong Tak Wah Tse na classe BC3.

Leia Também:  Tuchel pede total atenção do Chelsea com Lille: ‘É azarão e nada tem a perder’

O Mundial de bocha será disputado até a próxima terça-feira (13). O evento é transmitido, ao vivo, pelo canal da Associação Nacional de Desportos para Deficientes (Ande) no YouTube.

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA