Esportes

Paulo Sousa liga alerta no Flamengo e pede foco aos jogadores

Publicado em

Paulo Sousa liga alerta no Flamengo e pede foco aos jogadores

Foco. Este é o pedido do técnico português Paulo Sousa. Mesmo com amplo domínio em toda a partida, o Flamengo teve muita dificuldade para botar a bola na rede do Resende. Foram 34 finalizações do Rubro-Negro durante toda a partida e apenas 11 foram no alvo. Apenas a partir dos 41 minutos do segundo tempo foi que o time conseguiu vazar o goleiro Jefferson Luis, com Arrascaeta de fora da área e Gabigol, de pênalti.


Em entrevista coletiva após o empate em 2 a 2, no último domingo (27) no estádio Nilton Santos, o técnico português fez questão de ressaltar o volume de jogo, mas deu um puxão de orelha nos jogadores.

“Não podemos pensar em carnaval antes de ganhar os nossos jogos. Temos que exigir de nós mesmos para podermos fazer aquilo que estamos destinados a fazer, que é sermos superiores, como fomos, fazermos gols, sermos eficazes, termos a mentalidade certa, a intensidade forte, ganhar o jogo e depois podermos nos divertir”, declarou.

Além da dificuldade de furar o bloqueio adversário, na defesa Diego Alves mostrou insegurança novamente e falhou nos dois gols do Resende. Sinal amarelo ligado para o Flamengo, que na próxima rodada enfrenta o Vasco, no próximo domingo (6), a partir das 16h (horário de Brasília), no Nilton Santos, em confronto direto valendo a vice-liderança da Taça Guanabara.

Leia Também:  São Paulo anuncia a contratação de Giuliano Galoppo

Fora de campo o Flamengo precisa resolver outro problema. Ausente do duelo contra o Resende por apresentar quadro de virose, o lateral-direito Isla será advertido e multado pelo clube, tendo que esclarecer o motivo pelo qual o chileno aparece em um vídeo, que circula nas redes sociais, onde supostamente participa de uma festa realizada neste domingo.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Esportes

Brasil tem bom início no Mundial de Bocha Paralímpica

Published

on

Começou nesta terça-feira (6) o Campeonato Mundial de bocha paralímpica. E o Brasil teve uma boa participação na principal competição da modalidade do ciclo Paris 2024, que reúne mais de 170 atletas de 40 países e que é realizada no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro.

O destaque da seleção brasileira foi Evelyn Oliveira, que, na classe BC3 (para atletas com deficiências severas e que podem usar o instrumento auxiliar calha e ter auxílio de outra pessoa), superou a sul-africana Elanza Jordaan por 18 a 0.

“Fiquei muito feliz de ter iniciado o Mundial após uma jornada tão longa. Não tem nada mais gratificante do que ter uma estreia como essa, com uma vitória consistente, com tranquilidade nas quatro parciais. Estou feliz com o resultado e espero manter o desempenho no restante do campeonato”, declarou a paulista à assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Os dois medalhistas de bronze nos Jogos de 2020 (Tóquio) José Carlos Chagas e Maciel Santos também estrearam no Mundial com placares elásticos.

Leia Também:  Na Argentina, São Paulo tenta o bicampeonato da Sul-Americana

José Carlos bateu o japonês Takumi Nakamura por 11 a 1 na classe BC1 (para atletas que podem jogar com as mãos ou com os pés e que contam com a opção de um auxiliar). Já o cearense Maciel estreou em sua sétima participação em mundiais vencendo o sul-coreano Minkyu Kwak por 8 a 1 pela classe BC2 (para atletas que não recebem assistência). Ainda pelo masculino, mas pela classe BC3, o mineiro Mateus Carvalho venceu o egípcio Abdelrahman Saad por 9 a 0.

Já no feminino as pernambucanas Andreza Vitória e Evani Calado derrotaram, respectivamente, Yushae Andrade, de Bermudas, por 5 a 2 pela BC1, e a japonesa Keiko Tanaka, por 4 a 2 pela BC3. Pela classe BC4 (para atletas com deficiências severas, mas que não recebem assistência), a paulista Josi Silva bateu a chilena Norma Concha por 8 a 0.

O único empate brasileiro do dia veio com Eliseu dos Santos, que ficou no 2 a 2 com o tailandês Ritthikrai Somsanuk na classe BC4. O paranaense também perdeu de 8 a 1 para o israelense Gershon Haimov por 8 a 1.

Outras derrotas do Brasil nesta terça vieram com a pernambucana Letícia Karoline, de 3 a 2 para a argentina Ailen Flores na classe BC1, e com o paulista Antônio Leme, de 7 a 1 para o atleta de Hong Kong Tak Wah Tse na classe BC3.

Leia Também:  Lula faz exames de rotina no Sírio-Libanês, em São Paulo

O Mundial de bocha será disputado até a próxima terça-feira (13). O evento é transmitido, ao vivo, pelo canal da Associação Nacional de Desportos para Deficientes (Ande) no YouTube.

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA