GERAL

EUA e França aconselham cidadãos a deixarem a Rússia

Publicado em

EUA e França aconselham cidadãos a deixarem a Rússia

IGOR GIELOW
MOSCOU, RÚSSIA – Horas depois de Vladimir Putin colocar em alerta suas forças nucleares, neste domingo (27), numa demonstração de poder ante o Ocidente na crise da guerra da Ucrânia, Estados Unidos e França pediram que seus cidadãos na Rússia deixem o mais rapidamente o país.

Os franceses sugeriram a saída de quem está em visita de curta duração. Já os americanos citaram como motivo as dificuldades de sair com companhias russas, que sofrem veto de voar sobre quase toda a Europa.

Ainda neste domingo, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que a União Europeia fechará o seu espaço aéreo para aeronaves russas, incluindo jatos particulares. Antes da decisão formal do bloco, ao menos 18 países europeus já tinham anunciado o veto aos voos, além do Canadá.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

GERAL

Especialistas da AIEA avaliaram danos em Zaporozhie e não encontraram nenhuma ameaça à segurança

Published

on

By

Especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) examinaram os danos causados ​​​​à usina nuclear de Zaporozhie por bombardeios intensos e concluíram que não havia ameaças imediatas à segurança nuclear. A declaração foi dada pelo diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, nesta segunda-feira (21).

“Uma equipe de especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica avaliou hoje [21] a extensão dos danos causados ​​por bombardeios intensos no fim de semana na Usina Nuclear Zaporozhie, na Ucrânia. Eles puderam confirmar que, apesar da gravidade do bombardeio, o equipamento principal permaneceu intacto e não há risco imediato à segurança nuclear ou preocupações com a segurança”, disse Grossi.

Unidade da usina nuclear de Zaporozhie em Energodar, foto publicada em 23 de agosto de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.09.2022

De acordo com o chefe da AIEA, um total de quatro especialistas em segurança nuclear, proteção e salvaguardas realizaram uma extensa visita à usina nuclear. Posteriormente, eles divulgaram um comunicado com as conclusões, afirmando que a condição dos reatores após o bombardeio era estável.

“O estado das seis unidades do reator é estável e a integridade do combustível irradiado, do combustível novo e dos resíduos radioativos de baixo, médio e alto níveis em suas respectivas instalações de armazenamento foi confirmada”, disse o comunicado da equipe.

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA