GERAL

Maior avião do mundo é destruído durante ataque russo na Ucrânia

Publicado em

Maior avião do mundo é destruído durante ataque russo na Ucrânia

SÃO PAULO, SP – O chanceler da Ucrânia, Dmitro Kuleba, lamentou neste domingo (27) a destruição do Antonov AN-225 Mriya, o maior avião do mundo. A aeronave usada para transporte de carga foi atingida e pegou fogo em solo durante combates entre forças russas e ucranianas pelo controle do aeroporto de Hostomel, a noroeste da capital Kiev.

“A Rússia pode ter destruído o Mriya, mas eles nunca serão capazes de destruir nosso sonho de um Estado europeu democrático, forte e livre. Nós vamos prevalecer”, escreveu Kuleba em suas redes sociais.
De acordo com a fabricante de armas estatal ucraniana Ukroboronprom, a restauração do Mriya custaria pelo menos US$ 3 bilhões (R$ 15,4 bilhões) e levaria “muito tempo”.

O Antonov tinha 84 metros de comprimento, pesava 285 toneladas, quando sem carga, e podia decolar com carregamento de até 250 toneladas.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

GERAL

Especialistas da AIEA avaliaram danos em Zaporozhie e não encontraram nenhuma ameaça à segurança

Published

on

By

Especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) examinaram os danos causados ​​​​à usina nuclear de Zaporozhie por bombardeios intensos e concluíram que não havia ameaças imediatas à segurança nuclear. A declaração foi dada pelo diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, nesta segunda-feira (21).

“Uma equipe de especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica avaliou hoje [21] a extensão dos danos causados ​​por bombardeios intensos no fim de semana na Usina Nuclear Zaporozhie, na Ucrânia. Eles puderam confirmar que, apesar da gravidade do bombardeio, o equipamento principal permaneceu intacto e não há risco imediato à segurança nuclear ou preocupações com a segurança”, disse Grossi.

Unidade da usina nuclear de Zaporozhie em Energodar, foto publicada em 23 de agosto de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.09.2022

De acordo com o chefe da AIEA, um total de quatro especialistas em segurança nuclear, proteção e salvaguardas realizaram uma extensa visita à usina nuclear. Posteriormente, eles divulgaram um comunicado com as conclusões, afirmando que a condição dos reatores após o bombardeio era estável.

“O estado das seis unidades do reator é estável e a integridade do combustível irradiado, do combustível novo e dos resíduos radioativos de baixo, médio e alto níveis em suas respectivas instalações de armazenamento foi confirmada”, disse o comunicado da equipe.

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA