POLÍCIA

Governo de MT investe R$ 270 milhões em viaturas, armas e fardamento das forças de segurança

Publicado em

- Foto por: SECOM/MT

O Governo de Mato Grosso investiu R$ 270 milhões em viaturas, armas e fardamento das forças de segurança, nos últimos três anos. Esse aparelhamento propiciou maior produtividade das forças de segurança e, consequentemente, redução nos índices criminais.

“Da situação caótica em que se encontrava Mato Grosso no início de 2019, com diversas viaturas paradas, contratos paralisados por falta de pagamento até o largo investimento no aparelhamento das forças de segurança, foi um grande caminho percorrido”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Os investimentos incluem R$ 190 milhões na aquisição de novas viaturas, que além de oferecer melhores condições de trabalho e segurança aos servidores das forças de segurança, também geraram economicidade aos cofres públicos.

Exemplo disso é o valor da locação de uma Duster e uma caminhonete, que custavam R$ 3.775 e R$ 6.700 mensais, respectivamente no contrato anterior e que hoje custam R$ 2.086 e R$ 3.580, respectivamente, no atual contrato.

Este cuidado na contratação e fiscalização de novos veículos foi uma parte importante neste processo. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), “arrumou a casa”, pagando fornecedores que não haviam recebido na gestão anterior, passando um “pente fino” em todos os contratos e ajustando-os para que seguissem o princípio da economicidade.

Leia Também:  Denúncia anônima leva a prisão de suspeito de exploração sexual de menores

De 2019 a 2021, o investimento em viaturas quase dobrou, passando de R$ 46,6 milhões, para R$ 62,8 milhões em 2020 e chegando a R$ 81,5 milhões em 2021. “Em um estado com as dimensões territoriais de Mato Grosso, é mais do que necessário que façamos largos investimentos em viaturas para todas as forças de segurança”, pontuou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Exemplo disso é a Polícia Militar, instituição presente nos 141 municípios e o Sistema Penitenciário, que possui 46 unidades espalhadas em todas as regiões.

Outras melhorias propiciadas pela atual gestão também foi a troca e padronização das armas da Polícia Militar e da Polícia Judiciária Civil. Até o final deste ano, todo o policial militar ou civil terá uma pistola da marca Glock 9mm, uma das melhores do mundo. Além disso, estão sendo adquiridas armas longas da marca Sigsauer, também uma das melhores, para reforço das forças de segurança.

Recentemente, em outubro do ano passado, o governador entregou ao Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, cinco fuzis calibre 308 Winchester, considerado o terceiro melhor do mundo, em se tratando de fuzil de precisão. Este tipo de arma é utilizada em operações de altíssimo risco.

Leia Também:  PF droga em aeroporto internacional prende homem por tráfico

No caso de melhorias e aquisição de fardas, uniformes e Equipamentos de Proteção Individual, o investimento nos últimos três anos foi de R$ 33,6 milhões. Somente o Corpo de Bombeiros Militar (CBM), recebeu um investimento de R$ 3,8 milhões para EPIs, muitos específicos para atividades de risco e R$ 4,6 milhões em fardas.

O Sistema Socioeducativo e o Penitenciário também receberam investimentos de R$ 5,2 milhões para a aquisição de uniformes, fardas e EPIs. Já para a Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil, estes investimentos foram na ordem de R$ 17 milhões e R$ 2 milhões, respectivamente.

“Os investimentos no aparelhamento das forças de segurança têm nos dado resultados realmente positivos, em especial na produtividade de cada instituição. No momento em que aumentamos a presença do Estado nas ruas, conseguimos evitar que a criminalidade aumente. E exemplo disso é que conseguimos reduzir em 8% o número de homicídios e aumentamos substancialmente as apreensões de drogas”, avaliou Bustamante.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

POLÍCIA

Dois policiais civis de MT se formam na 2ª edição do Curso de Segurança e Proteção de Autoridades

Published

on

Dois policiais civis de Mato Grosso participaram da 2ª edição do Curso de Segurança e Proteção de Autoridades, promovido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública. 

A  formatura foi realizada na segunda-feira (05.12), no Batalhão Escola de Pronto Emprego (BEPE), em Brasília, e contou com a presença do delegado-geral de Mato Grosso, Mário Dermeval. 

Ao todo, 26 alunos concluíram a capacitação, realizada de 08 de novembro a 02 de dezembro. De Mato Grosso participaram a delegada de Pontes e Lacerda, Lícia Juliane Paiva, e o investigador da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), Valmir Castrillon.

O curso tem como objetivo o preparo técnico no desenvolvimento das atividades de segurança e proteção de autoridades, visando preservar a integridade do dignatário. Na qualificação, os alunos adquiriram conhecimentos necessários para desenvolver de forma eficaz as atividades de segurança e proteção de autoridades, buscando evitar falhas e desgaste, tanto para a autoridade quanto para a instituição que exerce o trabalho de segurança.

Leia Também:  Mourão diz que governo quer dar ‘previsibilidade’ a reajustes da Petrobras

Os servidores receberam instruções e treinamentos sobre as medidas a serem observadas e executadas, com o intuito de preservar  a integridade física, psíquica e moral da autoridade que ocupa cargo ou função de destaque, razão pela qual é exposta a riscos elevados. 

As disciplinas foram fundamentos legais e princípios do so serviço de segurança e proteção de autoridades; planejamento estratégico; direção veicular defensiva evasiva e ofensiva; técnicas e táticas de segurança; técnicas de varredura e noções de explosivos; tiro aplicado à segurança de autoridades; defesa pessoal aplicada à atividade; técnicas de combate a incêndio e segurança em operações aéreas; entre outros temas voltados para inteligência; atendimento pré-hospitalar; técnicas de salvamento aquático e natação utilitária. 
 
A 2ª edição do Curso de Segurança e Proteção de Autoridades finalizou o ciclo de capacitações de 2022, realizado pela Força Nacional de Segurança Pública.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA