Política

Bolsonaro nomeia desafeto de Roberto Jefferson como vice-líder na Câmara

Publicado em

Bolsonaro nomeia desafeto de Roberto Jefferson como vice-líder na Câmara

BRASÍLIA, DF – O presidente Jair Bolsonaro (PL) nomeou o deputado Nivaldo Albuquerque, do PTB de Alagoas, como novo vice-líder do governo na Câmara. O parlamentar entre no lugar do colega Marcelo Moraes (RS), do mesmo partido.


Recém-empossado na função, Nivaldo Albuquerque é desafeto do ex-presidente do PTB e ex-deputado federal Roberto Jefferson, preso em agosto de 2021, após decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

A decisão de Moraes havia sido dada no âmbito do inquérito das milícias digitais, investigação que tramita na Suprema Corte desde julho do ano passado.

O novo vice-líder do governo, porém, foi um dos signatários de um pedido ao Supremo para que Jefferson fosse afastado da presidência do PTB, assinado um mês após a prisão do político bolsonarista.

Leia Também:  Gloria Perez curte post sobre Bolsonaro, web indica apoio e autora nega

Segundo o documento, aceito por Alexandre de Moraes em novembro, o ex-presidente do partido teria “incitado violência” contra pessoas e instituições democráticas por meio das redes sociais.

“O presidente do PTB tem se utilizado dos canais de comunicação do próprio partido não como meio de liberdade de expressão, mas sim como instrumento de agressão, de propagação de conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática”, afirma o ofício enviado ao STF.

Também próximo ao governo, o deputado Marcelo Moraes deixa a função de vice-líder, mas continuará na liderança do PTB na Câmara, legenda da base de apoio do governo. A troca foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (23).

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Política

Servidores do Lacen apresentam trabalhos científicos sobre a Covid-19 em congresso nacional

Published

on

By

SES-MT

Servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) apresentaram, nesta semana, durante a 57ª Edição do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2022), em Belém (Pará), trabalhos científicos sobre Covid-19 e Arbovirores em Mato Grosso.

As pesquisas foram selecionadas para apresentação oral e na categoria e-poster (painel). Foram apresentados, entre os dias 13 a 16 de novembro, as seguintes pesquisas: Vigilância Genômica de Amostras Positivas de Arboviroses Coletadas no Estado de Mato Grosso; Sequenciamento de Nova Geração das Amostras de SARS-COV-2 Positivas para Identificação e das Variantes Circulantes no Estado de Mato Grosso; Inquérito Soroepidemiológico de Covid-19 em Cuiabá-MT e o trabalho Monitoramento de Variantes de SARS-COV2 Circulantes no Estado de Mato Grosso em 2021.

Os autores das pesquisas foram Elaine Cristina de Oliveira, Vagner Fonseca, Luiz Takao Watanabe,  Luana Barbosa da Silva, Ana Cláudia Pereira Terças Trettel, Amanda Cristina de Souza Andrade, Emerson Soares dos Santos, Ana Paula Muraro, Nayara Cristine Marchioro Pereira Sigueira, Alessandra Cristina Ferreira de Moraes, Juliana ILídio da Silva, Maria Clara Pereira Leite, Klaucia Rodrigues Vasconcelos, Mara Patrícia F. da Penha, Juliano Silva Melo e Raquel da Silva Ferreira.

Leia Também:  Eduardo Bolsonaro reproduz frase do presidente e divulga vídeo de ato golpista no Rio

Além de servidores do Lacen, também realizaram as pesquisas servidores da Superintendência de Vigilância em Saúde da SES, profissionais da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). 

Durante o congresso, o Lacen ainda participou da mesa redonda sobre experiências regionais e independentes de vigilância genômica do SARS-CoV-2 no Brasil, que ocorreu dentro da programação do 2º Fórum Covid-19, realizado no encontro nacional. O tema foi apresentado pela diretora do Laboratório Estadual, Elaine Cristina de Oliveira.

O MEDTROP 2022, organizado pela Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), é o maior evento multidisciplinar em medicina tropical da América Latina. Anualmente, mais de 3000 participantes são esperados. Durante o evento, ocorreram diversas discussões, entre elas sobre Doenças de Chagas e Leishmaniose (Chagasleish), Workshop sobre vetores de doenças tropicais (Entomol), Fórum de Doenças Negligenciadas e o IX Workshop Nacional Rede Tuberculose.

Após o MEDTROP 2022, uma técnica do Lacen segue em Belém participando do curso sobre Bioinformática para vigilância genômica de vírus, que encerra neste sábado (19.11).

Leia Também:  Escola de Governo oferta curso online nas áreas de Direito Administrativo e Ambiental

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA