Política

Dia da Consciência Negra: Praça Alencastro é palco do Festival Kwanza

Publicado em

c5104817017675216e797085e81757d7-1

Quem passou pela Praça Alencastro nesta quinta-feira (17) pode conferir uma grande variedade de produtos de tradição africana durante uma feira gastronômica e cultural.  As atividades integam a programação da 5ª Edição do Festival Kwanza, promovido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer e parceiros. A iniciativa é uma celebração ao Dia da Consciência Negra, 20 de  novembro.

No espaço, o público contou com inúmeras atrações, como o caso da ‘Diela Tranças’. Além dos penteados tradicionais, foram comercializados tecidos, vestuários e acessórios femininos e masculinos, típicos da cultura africana. Ela conta que veio para capital, juntamente com o esposo e sogra, há pouco mais de três anos da cidade de Guiné-Bissau. De lá pra cá, já fez vários cursos de aperfeiçoamento  e hoje oferece cursos de confecção em tranças e penteados afros.

“Posso me considerar uma cuiabana misturada, pois meu filho de sete anos, nasceu aqui em Cuiabá. Daqui não pretendemos sair. Hoje, temos uma vida tranquila e economicamente favorável. Feiras como essa, nos ajudam ainda mais a divulgar o nosso trabalho”, disse Diela Tamba Nhaque, empresária.  

A empreendedora Hellen Silva, que comercializa temperos naturais, também chamou muita atenção com seus produtos. No total, 36 opções foram colocadas à disposição do público que demonstrou muita curiosidade quanto aos temperos com nomes peculiares de “pega marido” e “pega esposa”. Segundo Hellen, o nome não tem nenhuma ligação com algo afrodisíaco, mas sim uma visão gastronômica, que proporcionam artifícios que as pessoas possam fazer uma boa receita.

Leia Também:  STF determina apuração de crimes contra comunidades indígenas

“Quando resolvo trabalhar com esses produtos vindos do interior se São Paulo, o que me motivou foi que de tidas as feiras que participo, não tinha visto nada parecido e com tanta variedade. Eu faço uso e recomendo”.

Nesta quinta-feira, a  praça abrigou ainda muitos artesanatos, comidas típicas, artigos religiosos, roupas e também foi palco de apresentações culturais. “Eventos como esses tem como objetivo têm esse objetivo, a integração de saberes e riquezas. A data de 20 de novembro, além de ser celebrada, serve também para uma ampla reflexão. Fazer com que todos se voltem ao pensamento de que todos somos iguais e com os mesmos direitos. E essa é uma das premissas da gestão Emanuel Pinheiro, a valorização e o reconhecimento de todas as culturas, seja ela regional ou de outros países”, afirmou o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Aluízio Leite.

Além da feira, no início da manhã, ocorreu a caminhada pela Paz e contra o Racismo, onde representantes de diferentes segmentos reuniram na Praça da Mandioca em direção a praça Alencastro, para apresentações culturais com muita dança e música.

O calendário conta ainda na sexta-feira (18), a partir das 8h, do tradicional ‘Café Afro’, na sede da Casa dos Conselhos, no bairro Dom Aquino, em Cuiabá. Mesas redondas, apresentação musicais e de dança serão algumas das atividades programadas para esse dia.

Nesse mesmo dia, no período da tarde, no Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso- UFMT, haverá  evento em celebração ao dia da Consciência Negra, com rodas de conversa, muita música e dança, a partir das 08h. Essa ação está sob a organização do Coletivo Negro, com o tema Resistir, Existir e Ocupar para Transformar.  

Leia Também:  Preso a discurso simplista, Pivetta critica fala de Lula sobre financiamentos do BNDES

No Museu da Imagem e do Som de Cuiabá- MISC, será o lançamento da Marcha do Orgulho Crespo. Para o sábado (19), será a vez da Rota da Ancestralidade. O ponto de partida será no Centro Histórico de Cuiabá, a partir das 07h, e seguirão até o MISC. Esse trajeto simboliza a força das raízes culturais africanas na capital mato-grossense.

Como encerramento da programação da 5ª Edição do Festival Kwanza, a partir das 16 horas, no Beco do Candeeiro, a data será lembrada com o Festival de Cultura Afro Local. Todas as atrações são totalmente gratuitas.

“O Festival, além de demonstrar a arte por meio das apresentações, proporciona uma comemoração do dia 20 de novembro com mais tolerância e uma cultura de paz. Além da promoção de debates na busca da efetivação de políticas públicas. O poder público tem como missão motivar, incentivar essa cultura de paz e tudo isso começa no respeito à diferença e a diversidade. É esse principal objetivo do Festival Kwanza”, declarou o secretário-adjunto de Cultura, Esporte e Lazer, Justino Astrevo

A expressão “kwanzaa”, que dá nome ao evento, tem origem africana e significa celebração, resgate da origem de um povo que exalta suas conquistas, frutos de muita luta, persistência e fé. Logo, o título remete não apenas a manifestação cultural, mas também à resistência daqueles que ainda hoje lutam por respeito.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

DESTAQUE

Pastor da Assembléia de Deus é empossado prefeito após renúncia de gestora bolsonarista

Published

on

Pastor Fernando de Oliveira Ribeiro (PSC) foi empossado nesta quarta-feira (1) como novo prefeito da cidade de Carlinda (762 km ao norte de Cuiabá). Cerimônia foi realizada após renúncia da ex-gestora Carmelinda Leal, que deixou o comando do Executivo municipal por ser contra a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Ex Prefeita Carmelinda Leal. Foto: Rogério Florentino

Leia mais sobre o assunto:

Prefeita de MT confirma que renunciará se Lula tomar posse; assista vídeo

Prefeita de MT renuncia ao cargo por motivos ideológicos

Conforme noticiado pela reportagem, a saída da prefeita gerou polêmica que repercutiu para fora dos limites da cidade mato-grossense. Nacionalmente, o caso ganhou espaço em grandes veículos de comunicação e se tornou para parte dos analistas uma das amostras da polarização política brasileira.

Anúncio da renúncia foi feito pela prefeita logo após a posse do presidente, no dia 1 de janeiro. Já no dia 3, Carmelinda foi à Câmara Municipal entregar carta de renúncia ao vereador José Henrique Bertipaglia, que preside o Parlamento.

Leia Também:  Preso a discurso simplista, Pivetta critica fala de Lula sobre financiamentos do BNDES

Em acordo com o Legislativo municipal, a então prefeita concordou em se manter no cargo até o dia 31 de janeiro. O período foi utilizada como uma forma de garantir uma transição tranquila para a gestão de Fernando.

Durante a transição, dentre outras atividades, foram realizadas entregas de obras e reuniões públicas de troca de governo. E, com a virada do mês, Fernando de Oliveira foi empossado novo prefeito do município nesta quarta-feira.

No site da prefeitura, atualização mostra o perfil do novo prefeito, que é casado, pai de 3 filhos, formado em Teologia, Direito e Administração. Além disso, o gestor é pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

 

Com Khayo Ribeiro/GD

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA