Política

Gleisi Hoffmann: “Para de mimimi. Esse mercado é uma vergonha, ninguém está passando fome no mercado”

Publicado em

gleisi-hoffmann-17fev-2020-848x477-1-1

Em entrevista ao site g1 presidente do PT, Gleisi Hoffmann, negou que não tenha havido consultas para a construção da PEC da Gastança, que prevê excluir da regra do teto de gastos R$ 198 bilhões para Lula cumprir suas promessas de campanha.

Ela afirmou que senadores do MDB e do PSD, por exemplo, foram consultados, e ressaltou que o relator do orçamento de 2023 é do MDB.

A petista ainda criticou a reação do mercado financeiro sobre a PEC da Gastança. A bolsa caiu e o dólar disparou.

“Esse pessoal não vai mudar o que fizemos na campanha. Não vamos fazer estelionato eleitoral. Para de mimimi”, afirma Gleisi.

“Esse mercado é uma vergonha, ninguém está passando fome no mercado”, completou a presidente do PT.

Gleisi disse ainda que Bolsonaro prometeu “coisa pior” do ponto de vista dos gastos públicos, e que não viu mercado financeiro reagir assim: “Já sabiam que ia acontecer. Nós e Bolsonaro dissemos na campanha. Bolsonaro prometeu coisa que nem podia fazer. Óbvio que [o Bolsa Família] é extratexto, vamos parar com essa palhaçada. Se quer fazer sua agenda, bota nome na praça e vai buscar voto. Eles [o mercado financeiro] estão especulando. Quer dizer que aumentar despesa com juros não tem problema, mas pelo lado do Bolsa Família tem problema? Eles que vão buscar voto, por que não se manifestaram durante a campanha? Não estamos na década de 90 que mercado é todo poderoso. Vergonhoso”.

Leia Também:  Preso a discurso simplista, Pivetta critica fala de Lula sobre financiamentos do BNDES

Parlamentares do MDB e do PP têm repetido que só topam aprovar a PEC com um ano de validade. Mas Gleisi disse ao site g1 contar com Arthur Lira pelos 4 anos.

“Porque se for por um ano não precisa da Câmara. A gente faz tudo pelo Judiciário. Mas Lira disse que ia fazer de tudo – pela política – para ajudar”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

DESTAQUE

Pastor da Assembléia de Deus é empossado prefeito após renúncia de gestora bolsonarista

Published

on

Pastor Fernando de Oliveira Ribeiro (PSC) foi empossado nesta quarta-feira (1) como novo prefeito da cidade de Carlinda (762 km ao norte de Cuiabá). Cerimônia foi realizada após renúncia da ex-gestora Carmelinda Leal, que deixou o comando do Executivo municipal por ser contra a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Ex Prefeita Carmelinda Leal. Foto: Rogério Florentino

Leia mais sobre o assunto:

Prefeita de MT confirma que renunciará se Lula tomar posse; assista vídeo

Prefeita de MT renuncia ao cargo por motivos ideológicos

Conforme noticiado pela reportagem, a saída da prefeita gerou polêmica que repercutiu para fora dos limites da cidade mato-grossense. Nacionalmente, o caso ganhou espaço em grandes veículos de comunicação e se tornou para parte dos analistas uma das amostras da polarização política brasileira.

Anúncio da renúncia foi feito pela prefeita logo após a posse do presidente, no dia 1 de janeiro. Já no dia 3, Carmelinda foi à Câmara Municipal entregar carta de renúncia ao vereador José Henrique Bertipaglia, que preside o Parlamento.

Leia Também:  STF determina apuração de crimes contra comunidades indígenas

Em acordo com o Legislativo municipal, a então prefeita concordou em se manter no cargo até o dia 31 de janeiro. O período foi utilizada como uma forma de garantir uma transição tranquila para a gestão de Fernando.

Durante a transição, dentre outras atividades, foram realizadas entregas de obras e reuniões públicas de troca de governo. E, com a virada do mês, Fernando de Oliveira foi empossado novo prefeito do município nesta quarta-feira.

No site da prefeitura, atualização mostra o perfil do novo prefeito, que é casado, pai de 3 filhos, formado em Teologia, Direito e Administração. Além disso, o gestor é pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

 

Com Khayo Ribeiro/GD

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA