Política

Governador sanciona lei que amplia valores e cria cinco novas categorias para o Projeto Olimpus

Publicado em

- Foto por: Christiano Antonucci

O Projeto Olimpus, mais relevante programa financeiro para o desenvolvimento do esporte em Mato Grosso, foi ampliado. A Assembleia Legislativa aprovou e o governador Mauro Mendes sancionou lei que garante bolsa-atleta, bolsa-técnico e premiação por desempenho a atletas, paratletas e atletas-guia, em modalidades individuais e coletivas, e aos seus treinadores.

A lei, publicada na edição extra do Diário Oficial desta quinta-feira (03.03), prevê ainda a criação de novas categorias para Bolsa Atleta: Atleta Infantil (entre 9 e 12 anos), Atleta Base (12 a 17 anos), Atleta Estudantil (12 a 17 anos), Atleta Nacional e Atleta Internacional.

Para os atletas em idade escolar, para adquirir a bolsa, é pré-requisito estarem regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada.

Sobre o bolsa-técnico, o Projeto Olimpus garante também as seguintes categorias: Técnico Base, Técnico Nacional e Técnico Internacional.

Os pedidos para aquisição da bolsa-atleta ou bolsa-técnico deverão ser dirigidos à Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer, devendo o atleta, paratleta, atleta-guia ou técnico formalizarem o pedido por escrito. Consulte a lista de documentos na edição extra do Diário Oficial anexado.

Leia Também:  Quatorze senadores tentam reeleição em outubro

Lançado em 2020 pelo Governo do Estado, via Secel-MT, o Projeto Olimpus garante aos bolsistas, sejam atletas, paratletas ou técnico, auxílio por 12 meses.  

A edição mais recente do programa atendeu 151 atletas profissionais e de base, 40 treinadores e investiu mais de R$ 3,2 milhões no incentivo às práticas esportivas em Mato Grosso.  

“Mais uma conquista importante. Valorizar e incentivar o esporte em Mato Grosso, esse é o objetivo. Depois da reformulação e ampliação das bolsas e categorias dos atletas atendidos pelo Projeto Olimpus, e dos pagamentos rigorosamente em dia, agora também priorizamos os treinadores, dando assim mais condições para que nossos esportistas possam alçar vôos cada vez mais altos e velozes”, comemora Beto Dois a Um.

Confira abaixo a tabela com valores e respectivas categorias: 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Política

Servidores do Lacen apresentam trabalhos científicos sobre a Covid-19 em congresso nacional

Published

on

By

SES-MT

Servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) apresentaram, nesta semana, durante a 57ª Edição do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2022), em Belém (Pará), trabalhos científicos sobre Covid-19 e Arbovirores em Mato Grosso.

As pesquisas foram selecionadas para apresentação oral e na categoria e-poster (painel). Foram apresentados, entre os dias 13 a 16 de novembro, as seguintes pesquisas: Vigilância Genômica de Amostras Positivas de Arboviroses Coletadas no Estado de Mato Grosso; Sequenciamento de Nova Geração das Amostras de SARS-COV-2 Positivas para Identificação e das Variantes Circulantes no Estado de Mato Grosso; Inquérito Soroepidemiológico de Covid-19 em Cuiabá-MT e o trabalho Monitoramento de Variantes de SARS-COV2 Circulantes no Estado de Mato Grosso em 2021.

Os autores das pesquisas foram Elaine Cristina de Oliveira, Vagner Fonseca, Luiz Takao Watanabe,  Luana Barbosa da Silva, Ana Cláudia Pereira Terças Trettel, Amanda Cristina de Souza Andrade, Emerson Soares dos Santos, Ana Paula Muraro, Nayara Cristine Marchioro Pereira Sigueira, Alessandra Cristina Ferreira de Moraes, Juliana ILídio da Silva, Maria Clara Pereira Leite, Klaucia Rodrigues Vasconcelos, Mara Patrícia F. da Penha, Juliano Silva Melo e Raquel da Silva Ferreira.

Leia Também:  Dr. Eugênio desenvolve mandato participativo e atento às demandas sociais

Além de servidores do Lacen, também realizaram as pesquisas servidores da Superintendência de Vigilância em Saúde da SES, profissionais da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). 

Durante o congresso, o Lacen ainda participou da mesa redonda sobre experiências regionais e independentes de vigilância genômica do SARS-CoV-2 no Brasil, que ocorreu dentro da programação do 2º Fórum Covid-19, realizado no encontro nacional. O tema foi apresentado pela diretora do Laboratório Estadual, Elaine Cristina de Oliveira.

O MEDTROP 2022, organizado pela Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), é o maior evento multidisciplinar em medicina tropical da América Latina. Anualmente, mais de 3000 participantes são esperados. Durante o evento, ocorreram diversas discussões, entre elas sobre Doenças de Chagas e Leishmaniose (Chagasleish), Workshop sobre vetores de doenças tropicais (Entomol), Fórum de Doenças Negligenciadas e o IX Workshop Nacional Rede Tuberculose.

Após o MEDTROP 2022, uma técnica do Lacen segue em Belém participando do curso sobre Bioinformática para vigilância genômica de vírus, que encerra neste sábado (19.11).

Leia Também:  Quatorze senadores tentam reeleição em outubro

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA