Política

MPF denuncia homem por furto de cabos de energia do Trensurb, em Porto Alegre (RS)

Publicado em

19841288-74fd-4ead-b84f-8a7d883a9109-1

Além de ser denunciado por furto qualificado, ele também irá responder pelo delito de perigo de desastre ferroviário


Foto: Trensurb

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou um homem à Justiça Federal em Porto Alegre (RS) pelo delito de furto qualificado e perigo de desastre ferroviário após o mesmo ter sido preso em flagrante quando tentava subtrair 146m de cabos de energia de cobre, avaliados em cerca de R$ 30,4 mil, pertencentes à União.

O crime foi flagrado por um operador de trem da Trensurb – a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre – que reparou na presença de cabos de energia sobre os trilhos próximos à Subestação Sapucaia (na Grande Porto Alegre) na manhã do último dia 5 de agosto. O operador avisou ao Centro de Controle da Trensurb que acionou os agentes de segurança que flagraram o homem, que acabou detido após tentar fugir.

Conforme esclarece a denúncia do MPF, além do prejuízo material (o prejuízo total da Trensurb com o reparo da concertina – espécie de arame farpado que fica em cima da cerca – cortada e dos 146 m de cabos de energia furtados foi de R$ 61 mil), houve também o delito de perigo de desastre ferroviário.

Leia Também:  Com renovação de apenas 25% , AL empossa deputados e oficializa nova Mesa Diretora

Ao danificar a instalação da linha de transmissão de energia elétrica, o cidadão denunciado prejudicou a rede de transmissão da Subestação Sapucaia do Trensurb, afetando a comunicação entre a Central de Controle e os trens em quase 2 km da via férrea, ocasionando, entre outros problemas, a redução na segurança do tráfego com risco de acidente.

“Com o rompimento dos cabos”, informa o MPF na denúncia, dados como a velocidade dos trens e a ocupação das vias, além das informações relativas à mudança de vias, nas ocasiões em que o trem passa de uma via para a outra, “não são mais transmitidas pelo sistema, de modo que os operadores são obrigados a trafegar com o sistema de bordo desligado, ficando a condução do trem sob responsabilidade exclusiva do operador”, aumentando o risco de acidentes nas linhas.

A ação penal nº 5059410-23.2022.404.7100 está tramitando na 22ª Vara Criminal da Subseção Judiciária Federal de Porto Alegre.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul
Telefone MPF: (51) 3284-7200
Telefones ASCOM: (51) 3284-7200 / 98423 9146
Site: www.mpf.mp.br/rs
E-mail: [email protected]
Twitter: http://twitter.com/MPF_RS
Facebook: www.facebook.com/MPFnoRS

Leia Também:  Pastor da Assembléia de Deus é empossado prefeito após renúncia de gestora bolsonarista

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

DESTAQUE

Pastor da Assembléia de Deus é empossado prefeito após renúncia de gestora bolsonarista

Published

on

Pastor Fernando de Oliveira Ribeiro (PSC) foi empossado nesta quarta-feira (1) como novo prefeito da cidade de Carlinda (762 km ao norte de Cuiabá). Cerimônia foi realizada após renúncia da ex-gestora Carmelinda Leal, que deixou o comando do Executivo municipal por ser contra a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Ex Prefeita Carmelinda Leal. Foto: Rogério Florentino

Leia mais sobre o assunto:

Prefeita de MT confirma que renunciará se Lula tomar posse; assista vídeo

Prefeita de MT renuncia ao cargo por motivos ideológicos

Conforme noticiado pela reportagem, a saída da prefeita gerou polêmica que repercutiu para fora dos limites da cidade mato-grossense. Nacionalmente, o caso ganhou espaço em grandes veículos de comunicação e se tornou para parte dos analistas uma das amostras da polarização política brasileira.

Anúncio da renúncia foi feito pela prefeita logo após a posse do presidente, no dia 1 de janeiro. Já no dia 3, Carmelinda foi à Câmara Municipal entregar carta de renúncia ao vereador José Henrique Bertipaglia, que preside o Parlamento.

Leia Também:  Preso a discurso simplista, Pivetta critica fala de Lula sobre financiamentos do BNDES

Em acordo com o Legislativo municipal, a então prefeita concordou em se manter no cargo até o dia 31 de janeiro. O período foi utilizada como uma forma de garantir uma transição tranquila para a gestão de Fernando.

Durante a transição, dentre outras atividades, foram realizadas entregas de obras e reuniões públicas de troca de governo. E, com a virada do mês, Fernando de Oliveira foi empossado novo prefeito do município nesta quarta-feira.

No site da prefeitura, atualização mostra o perfil do novo prefeito, que é casado, pai de 3 filhos, formado em Teologia, Direito e Administração. Além disso, o gestor é pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

 

Com Khayo Ribeiro/GD

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA