Política

Pandemia de Covid-19 apresenta queda nos casos e internações em Cuiabá

Publicado em

0371e85bee7ce765ea97edd6648983bf

Após um período de queda nos números da covid-19, nos últimos meses de 2021, o ano de 2022 começou diferente, com o terceiro pico da pandemia de covid-19 sendo observado no mês de janeiro, em Cuiabá, quando 126 pessoas com diagnóstico confirmado por exames laboratoriais para covid-19 foram internadas no Hospital Referência à Covid-19 (antigo Pronto Socorro). Mas em fevereiro este número caiu para 47 pacientes internados na unidade. Na sexta-feira (4), havia 15 pacientes internados em leitos de enfermaria e 12 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estabelecimento de saúde, conforme Painel Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Considerando todos os leitos pactuados pelo SUS em Cuiabá, em janeiro houve 321 pacientes internados com covid-19 confirmado por exame laboratorial e, em fevereiro, esse número caiu para 98.

Atualmente, Cuiabá acumula 126.547 casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia, sendo que 122.491 se recuperaram, 3.655 foram a óbito, 385 estão em monitoramento, cumprindo isolamento domiciliar e 201 estão internados em leitos públicos ou particulares. 

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá convoca candidatos aprovados nos cargos de TDI e Professor

O que se observa desde o início do ano de 2022 é que houve um crescimento vertiginoso no mês de janeiro, quando chegou-se a registrar 562 casos em um único dia e, aos poucos, a curva foi decaindo, chegando a 6 novos casos por dia. Em janeiro, foram 9.385 casos, com o pico em 10/01, com 562 casos confirmados. Em fevereiro foram 1.940 casos confirmados, conforme o Painel Epidemiológico nº 726 da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

A incidência por 100 mil habitantes em janeiro estava em 1.532,13 e em fevereiro ficou em 316,71. Os óbitos também reduziram em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto entre 1º de janeiro e 4 de março de 2021, 410 pessoas foram a óbito por covid-19 na Capital de Mato Grosso, neste mesmo intervalo de tempo deste ano, ocorreram 95 óbitos, reflexo da vacinação, uma vez que mesmo com o aumento de casos devido à variante Ômicron, o número de óbitos não acompanhou o mesmo ritmo. 

Houve queda também na procura por testes rápidos de covid-19 na rede de Atenção Primária da Capital. Enquanto em janeiro houve um recorde de testes, com 46,8 mil exames, em fevereiro, esse número ficou em 3.936 testes realizados nas unidades básicas de saúde (UBS) e também no Centro de Testagem, localizado no pátio da Policlínica do Coxipó. Desses, 687 (17,4%) deram resultado positivo. 

Leia Também:  Governo auxilia agricultores na aquisição de mudas e manejo do solo para cultivo de limão Taiti

Apesar de os números demonstrarem melhora na situação pandêmica em Cuiabá, a gerente da Vigilância em Doenças e Agravos Transmissíveis, Flávia Guimarães, avalia que ainda não é momento de baixar a guarda. “Não podemos ainda falar em fim da pandemia, como muitos já estão discutindo. A doença pode se tornar endêmica, ou seja, fazer parte do perfil de adoecimento da população, mas ainda é cedo para se afirmar isso. Temos que ter claro que a transmissão continua, continuamos tendo casos e precisamos continuar adotando as medidas de prevenção, sendo que a principal delas é a vacinação”, comentou, lembrando que 90% dos cuiabanos acima de 18 anos e 52% dos adolescentes já tomaram duas doses da vacina e 25% das crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose do imunizante. 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Política

Servidores do Lacen apresentam trabalhos científicos sobre a Covid-19 em congresso nacional

Published

on

By

SES-MT

Servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) apresentaram, nesta semana, durante a 57ª Edição do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2022), em Belém (Pará), trabalhos científicos sobre Covid-19 e Arbovirores em Mato Grosso.

As pesquisas foram selecionadas para apresentação oral e na categoria e-poster (painel). Foram apresentados, entre os dias 13 a 16 de novembro, as seguintes pesquisas: Vigilância Genômica de Amostras Positivas de Arboviroses Coletadas no Estado de Mato Grosso; Sequenciamento de Nova Geração das Amostras de SARS-COV-2 Positivas para Identificação e das Variantes Circulantes no Estado de Mato Grosso; Inquérito Soroepidemiológico de Covid-19 em Cuiabá-MT e o trabalho Monitoramento de Variantes de SARS-COV2 Circulantes no Estado de Mato Grosso em 2021.

Os autores das pesquisas foram Elaine Cristina de Oliveira, Vagner Fonseca, Luiz Takao Watanabe,  Luana Barbosa da Silva, Ana Cláudia Pereira Terças Trettel, Amanda Cristina de Souza Andrade, Emerson Soares dos Santos, Ana Paula Muraro, Nayara Cristine Marchioro Pereira Sigueira, Alessandra Cristina Ferreira de Moraes, Juliana ILídio da Silva, Maria Clara Pereira Leite, Klaucia Rodrigues Vasconcelos, Mara Patrícia F. da Penha, Juliano Silva Melo e Raquel da Silva Ferreira.

Leia Também:  Com queda de 17,4% no mês, litro da gasolina fica em R$ 6

Além de servidores do Lacen, também realizaram as pesquisas servidores da Superintendência de Vigilância em Saúde da SES, profissionais da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). 

Durante o congresso, o Lacen ainda participou da mesa redonda sobre experiências regionais e independentes de vigilância genômica do SARS-CoV-2 no Brasil, que ocorreu dentro da programação do 2º Fórum Covid-19, realizado no encontro nacional. O tema foi apresentado pela diretora do Laboratório Estadual, Elaine Cristina de Oliveira.

O MEDTROP 2022, organizado pela Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), é o maior evento multidisciplinar em medicina tropical da América Latina. Anualmente, mais de 3000 participantes são esperados. Durante o evento, ocorreram diversas discussões, entre elas sobre Doenças de Chagas e Leishmaniose (Chagasleish), Workshop sobre vetores de doenças tropicais (Entomol), Fórum de Doenças Negligenciadas e o IX Workshop Nacional Rede Tuberculose.

Após o MEDTROP 2022, uma técnica do Lacen segue em Belém participando do curso sobre Bioinformática para vigilância genômica de vírus, que encerra neste sábado (19.11).

Leia Também:  Operação Lei Seca prende 12 pessoas por embriaguez ao volante em Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA