Política

Pesquisadores de Mato Grosso promovem agenda com bancos internacionais nos EUA

Publicado em

- Foto por: Empaer

Além de apresentar projetos em suas áreas de pesquisa e extensão rural, pesquisadores da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) aproveitaram a agenda internacional nos Estados Unidos para prospectar recursos em agências de fomento.

Na capital, Washington (DC), o Dr. Daniel Abreu, do Programa Agrisciences da UFMT e o Dr. da Empaer, Wininton Mendes da Silva, promoveram nesta quinta-feira (11.03), duas importantes reuniões, a primeira, com diretores do The World Bank Group e a segunda, com um representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Para Daniel Abreu, a conversa foi bastante produtiva e serviu para alinhar as intenções dos trabalhos que já vem sendo executadas nas linhas de fomento de ambas as instituições americanas. “A reunião serviu para estreitar as relações com as instituições que já fomentam trabalhos importantes no Brasil”.

Segundo Wininton Mendes, ambas as reuniões foram essenciais para entender como as agências de fomento trabalham e quais as suas demandas. “Esperamos que possam surgir boas propostas de projeto a partir desse primeiro alinhamento e que essa aproximação seja promissora para o desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa e extensão desenvolvidos pelo Programa Agriscences e pela Empaer, que trabalham em completa sinergia”.

Leia Também:  Botelho repudia exclusão de Mato Grosso da Amazônia Legal

 Os pesquisadores retornam para o Brasil neste domingo (13.03).

Pesquisadores da Empaer e da UFMT em reunião nos EUA  (Foto: Empaer)

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Política

Servidores do Lacen apresentam trabalhos científicos sobre a Covid-19 em congresso nacional

Published

on

By

SES-MT

Servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) apresentaram, nesta semana, durante a 57ª Edição do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2022), em Belém (Pará), trabalhos científicos sobre Covid-19 e Arbovirores em Mato Grosso.

As pesquisas foram selecionadas para apresentação oral e na categoria e-poster (painel). Foram apresentados, entre os dias 13 a 16 de novembro, as seguintes pesquisas: Vigilância Genômica de Amostras Positivas de Arboviroses Coletadas no Estado de Mato Grosso; Sequenciamento de Nova Geração das Amostras de SARS-COV-2 Positivas para Identificação e das Variantes Circulantes no Estado de Mato Grosso; Inquérito Soroepidemiológico de Covid-19 em Cuiabá-MT e o trabalho Monitoramento de Variantes de SARS-COV2 Circulantes no Estado de Mato Grosso em 2021.

Os autores das pesquisas foram Elaine Cristina de Oliveira, Vagner Fonseca, Luiz Takao Watanabe,  Luana Barbosa da Silva, Ana Cláudia Pereira Terças Trettel, Amanda Cristina de Souza Andrade, Emerson Soares dos Santos, Ana Paula Muraro, Nayara Cristine Marchioro Pereira Sigueira, Alessandra Cristina Ferreira de Moraes, Juliana ILídio da Silva, Maria Clara Pereira Leite, Klaucia Rodrigues Vasconcelos, Mara Patrícia F. da Penha, Juliano Silva Melo e Raquel da Silva Ferreira.

Leia Também:  Canadá quer que a Rússia seja expulsa de grandes organizações internacionais

Além de servidores do Lacen, também realizaram as pesquisas servidores da Superintendência de Vigilância em Saúde da SES, profissionais da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). 

Durante o congresso, o Lacen ainda participou da mesa redonda sobre experiências regionais e independentes de vigilância genômica do SARS-CoV-2 no Brasil, que ocorreu dentro da programação do 2º Fórum Covid-19, realizado no encontro nacional. O tema foi apresentado pela diretora do Laboratório Estadual, Elaine Cristina de Oliveira.

O MEDTROP 2022, organizado pela Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), é o maior evento multidisciplinar em medicina tropical da América Latina. Anualmente, mais de 3000 participantes são esperados. Durante o evento, ocorreram diversas discussões, entre elas sobre Doenças de Chagas e Leishmaniose (Chagasleish), Workshop sobre vetores de doenças tropicais (Entomol), Fórum de Doenças Negligenciadas e o IX Workshop Nacional Rede Tuberculose.

Após o MEDTROP 2022, uma técnica do Lacen segue em Belém participando do curso sobre Bioinformática para vigilância genômica de vírus, que encerra neste sábado (19.11).

Leia Também:  Governo de MT entrega kits escolares e uniformes para estudantes da rede estadual em abril

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA