Política

Rotam prende membro de organização criminosa com R$ 33 mil em dinheiro

Publicado em

- Foto por: PMMT

Policiais militares do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Metropolitanas (Rotam) prenderam um homem de 40 anos por tráfico de drogas, no sábado (26.02), em Cuiabá. Com o suspeito, a equipe apreendeu a quantia de R$ 32.925,00 mil em dinheiro, oriundo do tráfico de drogas.

Durante patrulhamento tático, por volta de 10h40, a equipe da Rotam recebeu informações de populares sobre um indivíduo em um veículo, que estaria fazendo o “recolhimento” do dinheiro do tráfico de drogas, no bairro Pedra 90. Com as características informadas, os policiais localizaram o carro e realizaram abordagem, onde foi encontrada a quantia de R$ 1.925,00 nos bolsos do suspeito. Em vistoria ao veículo, foi encontrada ainda uma sacola contendo R$ 31.000,00.

Também durante a abordagem, os policiais verificaram que o suspeito possuía passagens criminais por roubo e tráfico de drogas. Questionado sobre a origem do dinheiro, o suspeito confirmou o recolhimento e afirmou ser membro de uma organização criminosa. Diante dos fatos, o suspeito e o dinheiro foram encaminhados para à Central de Flagrantes para o registro da ocorrência e demais providências cabíveis.

Leia Também:  Em "conluio" com Banco BTG, vice-Governador Otaviano Pivetta fraudou cumprimento de bloqueio de R$ 11.8 mi

Disque-Denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190 ou disque-denúncia 0800.065.3939.

 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

DESTAQUE

TRE/MT multa em R$ 100 mil Carlos Alberto Capeletti (PSD)

TRE entendeu que prefeito afastado demorou para cumprir a ordem judicial injustificadamente

Published

on

Carlos Alberto Capeletti (PSD), prefeito afastado de Tapurah (a 414 km de Cuiabá), foi multado em R$ 100 mil pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) (07), por não ter comprovado o encerramento do sorteio de um carro para estimular eleitores da cidade a votarem no presidente, Jair Bolsonaro (PL).

Capeletti tinha 24h para cumprir a liminar deferida na representação eleitoral manejada pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), mas somente após a segunda intimação, seis dias após a primeira decisão, se retratou do sorteio ilegal.

Na ocasião, a juíza eleitoral de Ana Cristina Silva Mendes, entendeu que o vídeo gravado pelo prefeito, bem como as demais informações que constam dos autos, apontam que, embora tardiamente, houve o cumprimento da decisão liminar, determinando a extinção do processo.

A PRE ingressou com recurso interno no TRE-MT contra a extinção e pedindo a aplicação da multa de R$ 600 mil,  por conta da da demora injustificada do recorrido em cumprir as determinações impostas.

Em sessão plenária realizada na quarta-feira (07.12), o TRE decidiu pela aplicação da multa no valor de R$ 100 mil a Carlos Alberto Capeletti, pelo não cumprimento da decisão judicial no prazo estabelecimento, e desconsiderou o pedido de R$ 600 mil pelo fato da multa não ter sido cominada por dia não cumprido.

Leia Também:  STF determina multa de R$ 20 mil por hora para participantes de atos antidemocráticos em MT

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA