Política

“Tendência é em poucos dias colocar como facultativa e cada cidadão decida qual a melhor forma de se defender”, diz prefeito sobre uso de máscara

Publicado em

94576d288ffd198180df8332bed34483

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, anunciou em sua transmissão semanal em rede social, na noite desta terça-feira (8), que o uso de máscara em ambientes fechados será facultativo daqui alguns dias, caso os números relativos à covid-19 se mantenham satisfatórios.

“Nossos números são altamente satisfatórios, mas, ainda não nos permitem hoje retirar as máscaras. Não se resolve a pandemia por decreto, não é assim. Então, deixa a população cuiabana, que é participativa, politizada, inteligente, zelosa, deixa cada um decidir por si qual a melhor forma de enfrentar o vírus. A tendência é em poucos dias colocar como facultativa e cada cidadão decida qual a melhor forma de se defender, de proteger a si e a sua família da covid-19”, disse durante a live. 

Na data desta terça-feira, a ocupação dos leitos de UTI Covid no Hospital Referência está em 26,6% dos leitos de UTI adulto, 20% dos leitos de UTI Pediátrica, 62,5% dos leitos de enfermaria adulto e nenhum leito de enfermaria pediátrica covid ocupado. O prefeito destacou ainda que Cuiabá é “um case de sucesso na vacinação” com mais de 90% da população adulta vacinada com duas doses, cerca de 50% dos adolescentes totalmente imunizados e quase 27% das crianças vacinadas com a primeira dose. 

Leia Também:  MP vê ação coordenada em explosão de assédio eleitoral em MG

A capital do Estado acumulava, até o dia 7 de março, 127.005 casos da doença, tendo 122.806 cuiabanos recuperados. No total, rede pública e privada registraram 151 pessoas estavam internadas, sendo 40 em UTI e 111 em enfermaria (do total de internados, 62 são de Cuiabá, o que representa um percentual de  41%. Desde o dia 16 de abril de 2020, data de registro do primeiro óbito na capital pela doença, um total de 3.656 faleceram em razão da contaminação pelo vírus.

Na live, Emanuel Pinheiro lembrou que sempre preferiu atuar com prudência e responsabilidade, mesmo que tivesse que tomar decisões duras ao longo da pandemia. “Desde o começo desse pesadelo que tem sido a pandemia, que vitimou e dilacerou muitas famílias, eu sempre tenho me pautado pela prudência, pela responsabilidade e sempre priorizando o direito à saúde e à vida das pessoas. Sempre! Às vezes tomando muitas decisões que eu não gostaria de tomar. Mas, como prefeito da Capital, a responsabilidade e a honra de sentar nesta cadeira, me faz ter tomado algumas decisões, sempre orientado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, além do nosso Comitê de Enfrentamento à Covid-19, formado por técnicos gabaritados, especialistas da Prefeitura de Cuiabá”, reforçou.

Leia Também:  Governo de MT alerta para a responsabilidade e o papel do cidadão no trânsito

 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Política

Servidores do Lacen apresentam trabalhos científicos sobre a Covid-19 em congresso nacional

Published

on

By

SES-MT

Servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) apresentaram, nesta semana, durante a 57ª Edição do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2022), em Belém (Pará), trabalhos científicos sobre Covid-19 e Arbovirores em Mato Grosso.

As pesquisas foram selecionadas para apresentação oral e na categoria e-poster (painel). Foram apresentados, entre os dias 13 a 16 de novembro, as seguintes pesquisas: Vigilância Genômica de Amostras Positivas de Arboviroses Coletadas no Estado de Mato Grosso; Sequenciamento de Nova Geração das Amostras de SARS-COV-2 Positivas para Identificação e das Variantes Circulantes no Estado de Mato Grosso; Inquérito Soroepidemiológico de Covid-19 em Cuiabá-MT e o trabalho Monitoramento de Variantes de SARS-COV2 Circulantes no Estado de Mato Grosso em 2021.

Os autores das pesquisas foram Elaine Cristina de Oliveira, Vagner Fonseca, Luiz Takao Watanabe,  Luana Barbosa da Silva, Ana Cláudia Pereira Terças Trettel, Amanda Cristina de Souza Andrade, Emerson Soares dos Santos, Ana Paula Muraro, Nayara Cristine Marchioro Pereira Sigueira, Alessandra Cristina Ferreira de Moraes, Juliana ILídio da Silva, Maria Clara Pereira Leite, Klaucia Rodrigues Vasconcelos, Mara Patrícia F. da Penha, Juliano Silva Melo e Raquel da Silva Ferreira.

Leia Também:  Após se reunir com Kassab, Leite admite atuar no ‘processo nacional’

Além de servidores do Lacen, também realizaram as pesquisas servidores da Superintendência de Vigilância em Saúde da SES, profissionais da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). 

Durante o congresso, o Lacen ainda participou da mesa redonda sobre experiências regionais e independentes de vigilância genômica do SARS-CoV-2 no Brasil, que ocorreu dentro da programação do 2º Fórum Covid-19, realizado no encontro nacional. O tema foi apresentado pela diretora do Laboratório Estadual, Elaine Cristina de Oliveira.

O MEDTROP 2022, organizado pela Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), é o maior evento multidisciplinar em medicina tropical da América Latina. Anualmente, mais de 3000 participantes são esperados. Durante o evento, ocorreram diversas discussões, entre elas sobre Doenças de Chagas e Leishmaniose (Chagasleish), Workshop sobre vetores de doenças tropicais (Entomol), Fórum de Doenças Negligenciadas e o IX Workshop Nacional Rede Tuberculose.

Após o MEDTROP 2022, uma técnica do Lacen segue em Belém participando do curso sobre Bioinformática para vigilância genômica de vírus, que encerra neste sábado (19.11).

Leia Também:  Alexandre Kalil é oficializado pelo PSD como candidato ao governo de MG

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA