SAÚDE

O ‘truque’ para viver mais anos (e melhor), segundo especialistas

Publicado em

O 'truque' para viver mais anos (e melhor), segundo especialistas

Uma alimentação saudável é a chave para aumentar a esperança média de vida em até 13 anos, aponta um estudo norueguês, publicado pela revista científica Plos Medicine. 


Os investigadores analisaram grupos populacionais da China, Estados Unidos e diversos países da Europa, com o objetivo de avaliar como e se alguns alimentos têm influência na esperança média de vida entre as faixas etárias dos 20, 40, 60 e 80 anos. As principais mudanças foram identificadas entre quem substituiu carnes vermelhas e processadas, grãos refinados e bebidas açucaradas por uma alimentação rica em versões integrais de grão, carnes magras, frutas e nozes. 

Os alimentos que demonstraram mais impacto foram as nozes, leguminosas e grãos integrais.  

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Conheça a diferença entre ataque cardíaco e crise de pânico
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

SAÚDE

China deixa política do ‘covid zero’, mas baixa vacinação preocupa

Published

on

China passa por uma queda nas vacinações de pessoas com 80 anos ou mais
Tânia Rêgo/Agência Brasil

China passa por uma queda nas vacinações de pessoas com 80 anos ou mais

China está largando as rígidas políticas impostas pelo “covid zero”. A decisão está fazendo o país passar por uma  queda na  vacinação entre os  idosos , e vem preocupando especialistas que estimam que o vírus deve matar cerca de 2,1 milhões de pessoas. O levantamento foi feito pela empresa britânica de testes médicos Airfinity.

Segundo as pesquisas, os chineses com mais de 80 anos não estão completamente imunizados, além da baixa vacinação da população geral, que chega a 10%.


Na última quarta-feira (07), as autoridades da saúde anunciaram um relaxamento nas restrições. Os especialistas acreditam que o país poderá enfrentar um aumento descontrolado de infecções, além de acrescentarem que acreditam que o sistema de saúde não está preparado para isso.

Leia Também:  Covid-19 apresenta tendência de queda no estado do Rio

O grupo de risco dos idosos ainda são muito relutantes quanto a  vacinação , o que tem dificultado o avanço da imunização no país.

Durante os quase três anos de pandemia, o país manteve uma rígida política de saúde e contenção do vírus. Em Pequim, por exemplo, bairros e até cidades foram inteiramente confinadas, e a população era obrigada a fazer testes diários.

Entretanto, a  vacinação  não foi posta como obrigatoriedade pelo governo. Ao invés disso, ofereciam recompensas às pessoas que se imunizassem, como vales ou refeições gratuitas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.


Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA