VARIEDADES

Geraldo Luís faz repórter chorar e pede que ela abrace sobreviventes de tragédia

Publicado em

Geraldo Luís faz repórter chorar e pede que ela abrace sobreviventes de tragédia

No Balanço Geral (Record) da manhã desta quarta-feira (23), o apresentador Geraldo Luís fez uma repórter chorar ao vivo no momento em que ela entrevistava alguns sobreviventes de um deslizamento ocorrido em Petrópolis (RJ). Em determinado momento, ela largou o microfone e os abraçou.


A jornalista reportava o desabamento do teto de uma fábrica na região e estava frente a frente com duas pessoas que escaparam ilesas do incidente. Do estúdio, Geraldo começou a falar que aquilo era um milagre. Suas palavras foram emocionando a repórter.

“Deus existe. Imagine você dentro desta fábrica caindo e duas dessas pessoas sobreviverem. Isso aí é um renascimento. Nós estamos vendo Deus, a bondade divina de como Deus é misericordioso. Eu estou profundamente tocado”, disse ele.

Depois, o âncora começou a elogiar o trabalho dos repórteres que têm feito a cobertura da maior tragédia da história da cidade e citou Anabel. “E esses repórteres brilhantes como você, Anabel. Eu sou pequeno, o apresentador nessa hora não é nada. Vocês em campo mostrando a esperança no meio disso.”

Foi então que Geraldo resolveu pedir à profissional que desse um abraço coletivo nos sobreviventes. “Eu não tenho vergonha de ser humano e eu sei que você vai fazer isso porque você é assim. Eu não pediria isso a outra repórter, pois tem repórter que é pedra e só fica preocupado com maquiagem. Eu quero que você deixe o seu microfone agora e os abrace de verdade”, pediu. Anabel conversou rapidamente com suas fontes e em seguida atendeu ao pedido (assista ao vídeo abaixo).

Na volta ao estúdio, Geraldo Luís reuniu sua equipe dos bastidores do matutino da Record e também demonstrou carinho pela equipe que com ele trabalha.

À medida que corpos vão sendo identificados em Petrópolis, no Rio de Janeiro, a lista de desaparecidos vai diminuindo. Eram 186 mortos e 85 pessoas sumidas durante a chuva reportadas à Polícia Civil até esta terça-feira (22), quando a tragédia completa uma semana.

Nas ruas, moradores seguem limpando casas, prédios históricos e comércios, que já começam a reabrir. Sirenes de viaturas e ambulâncias ecoam de um lado para o outro, e motociclistas e famílias circulam sem parar com doações entre pontos de apoio e igrejas.

As salas de velórios estão cheias, e os enterros estão sendo feitos em sequência no cemitério municipal . A prefeitura abriu novas covas rasas (menos profundas e mais baratas) e descartou um grande enterro coletivo “para respeitar a programação das famílias”.

Chuvas continuaram atingindo a cidade na última semana, principalmente à tarde e à noite, fazendo as sirenes nas áreas de risco serem acionadas diversas vezes, incluindo na tarde desta terça. A previsão é de pancadas moderadas a fortes.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

DESTAQUE

Hoje é Dia: veja os principais feriados de 2023

Published

on

Além de fazer planos para trabalho, estudo e sonhos adiados, uma atenção especial com a chegada do novo ano é se programar para os feriados. Em 2023, três deles (além da Sexta Feira Santa) vão ser colados nos finais de semana.  Outras duas datas caem em quintas-feiras, o que pode gerar potencial para que as folgas sejam emendadas, a depender dos calendários profissionais e estudantis de cada instituição.

Apenas um feriado do ano cai em um domingo. E é justamente o primeiro deles, o 1º de janeiro, Dia da Confraternização Universal, efetivamente de se celebrar o Ano Novo, e quando não se costuma dormir antes de meia-noite. Um bom presságio do calendário. Daí para diante, o feriado e também os pontos facultativos devem representar descanso durante a semana.

No mês de fevereiro, o período carnavalesco não é feriado em todo o país. Na verdade, de segunda-feira (20.2)  à Quarta de Cinzas (22.2), os dias são tidos como pontos facultativos. Uma exceção é no Rio de Janeiro, em que uma lei estadual prevê feriado na terça-feira (21.2).

Feriados de três dias

Em abril, o feriado da Paixão de Cristo ou Sexta-Feira Santa cai no dia 7 de abril. Ainda no mesmo mês, o dia 21 (dia da morte de Tiradentes e, no Distrito Federal, também da celebração do aniversário de Brasília) será na sexta, o que promete feriadão. Outra data propícia para o possível descanso mais longo é o 1º de maio, Dia do Trabalho.

Quatro dias de folga, quem sabe…

A partir de junho, começam a surgir as datas especiais às quintas-feiras, o que prometem, em alguns contextos, período de descanso mais longo. Quem sabe, emendando quintas e sextas com seus respectivos finais de semana.

É isso o que pode ocorrer, por exemplo, a partir de um ponto facultativo, o de Corpus Christi (8 de junho), em todo o país. O feriado de Dia da Independência (7 de Setembro) também aparece em 2023 numa quinta.

Se não bastasse, o feriado seguinte, o Dia de Nossa Senhora de Aparecida (12 de outubro), também pode gerar um feriadão. O Dia de Finados (2 de novembro) é outro que cai numa quinta, e que pode encher as estradas e aeroportos com programação para voltar somente no dia 5.

Pausas chegando ao final de ano

Ainda em novembro, o dia 15, de Proclamação da República, é o único que cai em uma quarta-feira, a pausa de meio de semana.

A lista dos feriados nacionais de 2023 se encerra no dia 25 de dezembro (uma segunda-feira para comemorar o Natal). Em 2024, começa tudo de novo.

Confira a tabela do Hoje é Dia com os principais feriados de 2023

EBC

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA