Política

Polo de vacinação contra a covid-19 na UFMT encerra atividades no próximo sábado (12)

Publicado em

ab8b3e69bfa3daab3d60bc42cf9f5825

Quase um ano após sua inauguração, o polo de vacinação contra a covid-19 na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), no modelo drive-thru, encerra suas atividades no próximo sábado (12). Ao longo de toda esta semana, pessoas acima de 12 anos de idade podem se dirigir ao local para receber primeira e segunda doses, bem como dose de reforço e a dose adicional (no caso de pessoas imunossuprimidas). Para isso, basta fazer o cadastro no site www.vacina.cuiaba.mt.gov.br, no caso de quem ainda não tomou sequer a primeira dose ou verificar na caderneta de vacinação se já está no prazo de dar continuidade ao esquema vacinal.

Atualmente, além do polo de vacinação drive-thru na UFMT, existe o polo de vacinação no auditório da UNIC Beira Rio (exclusivo para crianças de 5 a 11 anos) e ainda 40 unidades básicas de saúde que oferecem a vacina contra a coviv-19. A lista completa pode ser conferida no site da campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar“. 

Leia Também:  Prefeito chama Moraes de deus e diz que voltará participar de atos contra as eleições em Brasília

Desde o dia 13 de abril de 2021, até o último sábado (5), mais de 165 mil doses de vacina contra a covid-19 foram aplicadas no polo da UFMT. A coordenadora do polo, Welignem Leite da Silva, que atua no local desde o início, relembra como foi esse período.

“Foi um grande desafio para todos nós que trabalhamos aqui ao longo desses 11 meses. No início, enfrentávamos grandes filas de carros, as pessoas estavam ansiosas pela vacina, pois ainda estávamos em um momento crítico da pandemia. Mas hoje já percebemos uma procura bem menor por parte da população. Acredito que cumprimos nosso papel no processo de descentralização da campanha de imunização contra a covid-19 e só tenho a agradecer pela oportunidade de fazer parte disso tudo e também a todos que se esforçaram aqui no polo para fazer tudo dar certo e dar o melhor atendimento à população, inclusive aos servidores da UFMT, que nos deram todo o apoio que precisamos”, disse. 

A servidora da UFMT, Helaine Bucair Couto, ex-secretária de Infraestrutura da instituição de ensino, que atuou junto à coordenação do polo de vacinação ao longo de 11 meses, destacou o papel da universidade no combate à pandemia. “O trabalho que fizemos em parceria com a Prefeitura, colocando à disposição o nosso espaço, foi de grande valia porque tínhamos essa doença avassaladora, que estava ceifando tantas vidas, e a universidade pôde contribuir para implantar o polo de vacinação para, junto com a Ciência, amenizar esse problema que estávamos enfrentando. Nós nos sentimos honrados”, afirmou. 

Leia Também:  Prefeita de MT confirma que renunciará se Lula tomar posse; assista vídeo

 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

DESTAQUE

Prefeito chama Moraes de deus e diz que voltará participar de atos contra as eleições em Brasília

Prefeito foi afastado do cargo por causa de vídeos em atos considerados antidemocráticos

Published

on

O prefeito Carlos Alberto Capeletti (PSD), afastado da Prefeitura de Tapurah por 60 dias por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), avisou que retornará aos atos contra os resultados das eleições em frente ao Quartel-General em Brasília.

Em entrevista à Jovem Pan, Carlos Alberto afirma que não foi notificado formalmente e entende que a decisão é totalmente antidemocrática.

Eu fiquei perplexo com essa decisão tão rápida. Não fui ouvido, não tive acesso ao que está acontecendo, que tipo de acusação estão fazendo contra mim e já houve essa decisão do ministro. Estou vendo um extremismo total da decisão. Não só comigo, mas o que está acontecendo nesse país“, disse.

O afastamento de Carlos Alberto se deu por vídeos publicados por ele próprio e sua participação no acampamento em frente ao quartel-general do Exército, em Brasília, onde manifestantes que não aceitam a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno das eleições fazem mobilização nas últimas semanas. Ele esteve nos atos, classificado como antidemocráticos por Moraes, em novembro.

Leia Também:  STF determina multa de R$ 20 mil por hora para participantes de atos antidemocráticos em MT

O prefeito negou incentivar os atos antidemocráticos e convocou pessoas para ir às manifestações.

…fui à Brasília dia 11, fiquei lá uns 10,11 dias, não fui um incentivador do manifesto, mas presto solidariedade à estas pessoas, e acho que mais pessoas deveriam ir também…

Capeletti disse ainda que as pessoas não estão acreditando nas eleições, as pessoas querem alguma atitude das forças armadas, por isso que estão acampadas…

O prefeito afastado disse que não recorrerá da decisão e que vai voltará à Brasília para continuar as manifestações contra os resultados das urnas.

…juridicamente não tem o que fazer…por mais que eu possa ter advogados quem vai julgar é o imperador [se referindo ao Presidente do TSE Alexandre de Moraes] ele se instituiu o deus né?, ele se colocou acima de todos do país…

Vou voltar para Brasília e ficar lá até que se resolva alguma coisa. Eu vou continuar pacificamente e fazendo o que eu acredito. Eu acredito que algo de bom vai acontecer ao país. Não tem mais a quem recorrer; apenas às Forças Armadas, disse.

Leia Também:  Prefeito que incentivou atos antidemocráticos é afastado pelo STF

O vice-prefeito Odair Cesar Nunes (PSD) deve assumir a prefeitura nos próximos 60 dias.

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE CUIABÁ

MATO GROSSO

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA